in

Setor avícola estima crescimento de 02% em 2019

Previsão positiva vem dos resultados obtidos no último semestre

Previsão positiva vem dos resultados obtidos no último semestre

bom fluxo observado no segundo semestre de 2018, principalmente no mês de dezembro, faz com que as esperanças se renovem para o setor avícola. O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) estima uma crescente de 02 e 03% em 2019 nas exportações.

Segundo os dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pela ABPA, as exportações brasileiras de carne de frango sofreram uma queda de 9,2%. Em volume, os embarques da proteína tiveram uma diminuição de 5,1% em igual comparação com 2017.

Neste cenário, questões como a Operação Trapaça, investigação deflagrada em março do ano passado pela Polícia Federal, em que o bloco europeu proibiu 20 frigoríficos brasileiros de exportar, foram fundame3ntais para a queda.  Além da greve dos caminhoneiros, em maio do ano passado, que prejudicou a produção de aves, afetando também as exportações.

O cenário negativo, no entanto, começou a se reverter no segundo semestre do ano passado. No período, a média mensal apresentou o melhor desempenho dos últimos três anos. Com isso, o encolhimento das exportações em 2018 foi atenuada. “Há uma expectativa de que o bom fluxo obtido no segundo semestre do ano passado se mantenha em 2019”, afirma o presidente-executivo da ABPA, o ex-ministro da Agricultura Francisco Turra.

Fonte: Valor Econômico, adaptado pela equipe feed&food.

Agricultura nacional atrai Emirados Árabes

Cobb-Vantress premia clientes por melhores lotes