in

RS passará a incluir ovo na merenda escolar estadual

Ovo in natura, desidratado e seus derivados estarão no novo cardápio

Ovo in natura, desidratado e seus derivados estarão no novo cardápio

Foi aprovado de forma unanime o projeto que visa incluir o ovo in natura, desidratado e seus derivados no cardápio da merenda escolar da rede pública estadual do Rio Grande do Sul, na sessão plenária da Assembleia Legislativa, no dia 03 de setembro.

O projeto de lei 264/13, que estava na fila de espera para votação desde 2013, é de autoria do deputado Ernani Polo, que caminha de encontro com outro PL votado no ano anterior, que trata da restrição de alimentos industrializados nas cantinas das escolas estaduais.

Como o 5º Estado que mais produz ovos no Brasil, o Rio Grande do Sul anualmente soma cerca de 3 bilhões de unidades de ovos, com consumo per capita de 253 ovos por habitante/ano. Número que está acima da média nacional, que é de 212 ovos.

A avicultura do Estado congrega cerca de 40 granjas de médio e grande porte e cerca de 250 mini e pequenos produtores. A Assiciação Gaúcha de Avicultura (Asgav) representa a avicultura do Estado e coordena o Programa Ovos RS, que trabalha constantemente a capacitação técnica e a qualidade dos estabelecimentos membros do programa, além de desenvolver atividades de promoção e incentivo do consumo de ovos. A entidade vê como uma excelente e saudável iniciativa a inclusão do Ovo na Merenda Escolar.

“Uma alimentação saudável é essencial para as pessoas, pois um alimento nutritivo como o ovo tem muitas propriedades funcionais que auxiliam no desempenho escolar, suprindo os estudantes com vitaminas e energia.”, comenta o diretor executivo da Asgav/Sipargs, Eduardo Santos.

Estiveram presentes juntamente com os diretor executivo, os associados, Cecilia Nienow (Ovos Nienow), Ismael Koefender (Granja Cageri), Anderson Herbert e Ilario Herbert (Naturovos).

Fonte: Asgav, adaptado pela equipe feed&food.

Ministério inaugura sistema para políticas públicas

Mais 25 frigoríficos são habilitados pela China