in

Retração do produtor resulta em alta do milho

Ação ocorre devido a maior atenção ao clima predominante seco no Sul do País

milho
Reprodução

Alguns setores do agronegócio brasileiro entraram em 2022 com boas expectativas e já contam com resultados em seus trabalhos. Como exemplo de função favorecida, está o setor produtivo do milho, que neste início de ano voltou a apresentar altas nos preços.

De acordo com pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), no Brasil, “as altas estão atreladas à retração de vendedores, que estão atentos ao clima predominante seco no Sul do País”. Profissionais do setor também demonstram atenção aos interesses de compradores que precisam repor seus estoques.

No Sul do Brasil, muitos produtores já iniciaram a colheita da safra de verão, como também já começam a calcular os danos da forte seca na região, enquanto no Sudeste e Centro-Oeste do País, as chuvas frequentes têm favorecido as lavouras.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Suinocultura deve encerrar ano com bons números

Avicultura se mostra robusta em produção, exportação e consumo

FAESP comemora fim de embargo chinês à carne bovina

tilapia

Preço da Tilápia sofre queda pelo segundo mês consecutivo

Estiagem: Tereza Cristina visitará Santa Catarina