in

Primeira edição do PEC divulga vencedores

Programa de Eficiência de Carcaça é uma iniciativa da Minerva Foods e Phibro

Programa de Eficiência de Carcaça é uma iniciativa da Minerva Foods e Phibro

O Programa de Eficiência de Carcaça (PEC) criado em 2018 com o objeto de reconhecer e valorizar os pecuaristas com melhores indicadores e que lideram o processo de produção de carcaças padronizadas e de alta qualidade, anunciou na noite de ontem (29) os vencedores da primeira edição do evento.  Ação é uma parceria entre a Minerva Foods e a Phibro Animal Health.

Com foco na produção que em termos de constância de oferta, precocidade, excelente acabamento de gordura, carcaça uniforme, bom peso ao abate, padronização, com ph elevado e que represente o futuro do setor, foram analisados animais de 232 criadores dos estados de Goiás e Tocantins, que entre março e agosto de 2019 foram enviados para o projeto.

No total, o PEC abateu 99.696 animais, sendo 82% machos e 18% fêmeas, e desse número 55% foram avaliados na unidade de Goiás e 45% em Tocantins.

De acordo com o presidente da Phibro Animal Health no Brasil,  com o projeto foram coletadas muitas informações que mostram o atual estágio dos pecuaristas. “Com esses dados, o PEC premia os melhores e contribui para que todos atinjam um novo patamar de eficiência. Para isso, o trabalho envolve a disseminação de boas práticas, sempre com a integração dos vários elos da cadeia produtiva – criadores, indústria da carne, indústria de insumos e pesquisa”, explicou durante o evento.

“Esta primeira edição do PEC não foi só de aprendizado, mas de resultados bastante consistentes e importantes. Com as informações coletadas, identificamos os melhores perfis de carcaça para atendimento dos nossos principais mercados. Além disso, o que é mais rico, podemos agir de maneira mais assertiva, fomentando as melhores práticas de produção”, destacou o CEO da divisão Brasil da Minerva Foods, Luis Ricardo Luz.

Divididos nas categorias ouro, prata e bronze, a premiação teve como principal objetivo motivar as boas práticas nutricionais, sanitárias, de manejo e de mão-de-obra.

Os premiados da unidade de Araguaína (TO), foram Graciele Helena Eneia (Ouro); Geraldo Antônio de Rezende Sampaio (Prata) e Antônio Guilherme Neto (Bronze).  Em Palmeiras de Goiás (GO), os condecorados foram Isabel Cristina de Alcântara Queiroz (Ouro), Agroti Agropecuária Triângulo Ltda (Prata) e Mariana Quinan Bittar (Bronze). Na categoria especial Grand Prix, José Luiz Vallim foi o único premiado.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food

Abraves homenageia veterinários em premiação

Censo agro aponta alta da preservação ambiental