in

Preços dos ovos se mantêm estabilizados

Vendedores não precisam subir os valores enquanto a demanda segue desfavorável

Preço dos ovos
Reprodução

Apesar de ser início do mês, os preços dos ovos parecem estáveis, não registrando alterações significativas há duas semanas. Segundo colaboradores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), esse cenário está relacionado às atuais condições de oferta e demanda, que não têm permitido o aumento dos preços por parte de produtores e distribuidores.

Subentende que o início do mês faz com que o poder de compras aumente devido ao pagamento de salários, mas, no cenário atual, o consumidor segue limitado pela inflação elevada, as vendas, que,  de modo geral, têm diminuído, reduzindo a liquidez dos ovos. Inclusive, a baixa procura por ovos tem levado comerciantes a conceder descontos nas vendas.

Embora a estabilidade das cotações da proteína, os custos de produção também estão diminuindo, devido a desvalorização  do milho e do farelo de soja, dois dos principais insumos consumidos na avicultura de postura. Esse contexto de menor pressão dos insumos permite que vendedores não precisem subir os valores enquanto a demanda segue desfavorável.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Preços dos ovos apresentam recuo em São Paulo

Médico veterinário alerta sobre mastites

Palestra da JINC aborda carne cultivada

período de defeso

Começou o período de defeso nas bacias dos rios

Plano para redução de metano já é realidade no Brasil