Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
BOVINOCULTURA

Conteúdo

Pecuaristas resistem à pressão exercida por frigoríficos

Os criadores não estão dispostos a aceitar preços considerados baixos, afirmou o Cepea
feedfood
Foto: reprodução

O Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) informou nesta quinta-feira (25) que ao decorrer do mês de janeiro a cautela tem predominado o mercado interno de boi gordo.

Neste período de início de ano, os pecuaristas não estão dispostos a aceitar preços considerados baixos, optando por vender apenas uma pequena parte frente a necessidade de caixa, apesar do foco ser a comercialização de animais prontos para o abate.

Entretanto, as diversas regiões acompanhadas pelo Cepea mostram que as chuvas estão cada vez mais constantes e as pastagens estão se recuperando, dando mais tempo para a comercialização.

Contudo, neste mês, cujo consumo de carne bovina tipicamente é enfraquecido, tem sido pequeno o recuo dos preços dos animais voltados para o mercado doméstico, correspondendo a resistência à pressão dos frigoríficos.

Foto: reprodução
Pecuaristas resistem à pressão exercida por frigoríficos (Foto: reprodução)

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Mercado da tilápia conquista recorde em 2023

Setor de genética avícola atinge crescimento de 69,3%

Preço do boi gordo segue próximo de R$250 a arroba