in

Paulo Magro assume gerência de vendas na Cobb-Vantress

Medida faz parte da estratégia de expansão da companhia em toda a América do Sul

COBB paulo magro bxa
REPRODUÇÃO

O médico veterinário Paulo Magro foi nomeado gerente de Vendas da Cobb-Vantress na região do Pacto Andino. Formado pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), ele atua na área comercial da Cobb-Vantress no Brasil desde 2016. Essa medida faz parte da estratégia de expansão da companhia em toda a América do Sul. “E este crescimento inclui um trabalho de cooperação com os clientes, além de um atendimento cada vez mais próximo em todos estes países”, afirmou o executivo.

O desafio é contribuir com os clientes da região neste momento de recordes nos custos de produção. “A estratégia é ajudar nossos clientes serem cada vez mais eficientes, oferecendo produtos e serviços que auxiliem no desempenho, reduzindo o impacto dos preços elevados. Seguindo nesta linha, temos um pacote genético que pode contribuir com avicultores de toda a América do Sul, com produtos capazes de auxiliar o produtor com alta performance”, disse Magro.

O executivo ainda destaca que, se de um lado o atual momento é desafiador para a rentabilidade das empresas avícolas, por outro lado ele traz a oportunidade de aumentar a eficiência produtiva. “A Cobb está sempre próxima do produtor para ajudar nos desafios e também nas oportunidades de negócios para o cliente. Um exemplo é a ampla gama de serviços ofertada aos nossos clientes, com especialistas regionais e mundiais em vários setores da avicultura: matrizes, incubatório, frango de corte, ambiência, sanidade, nutrição e processamento”.

Magro assume uma posição nova na empresa que faz parte de uma nova estrutura do departamento, deixando o atendimento comercial nos países do Pacto Andino cada vez mais presente. “Esta mudança vai trazer para o cliente uma Cobb mais próxima, com maior presença e colaboração”, encerrou o veterinário que agora compõe a equipe do diretor Associado de Vendas da Cobb-Vantress para o Pacto Andino, Luis Bellido Taber.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Suinocultura deve encerrar ano com bons números

Avicultura se mostra robusta em produção, exportação e consumo

FAESP comemora fim de embargo chinês à carne bovina

CNA abre inscrições para vestibular voltado ao setor rural

Marfrig reinclui fazendas como fornecedoras