Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
AQUICULTURA

Conteúdo

Parceria é firmada para impulsionar exportações de pescados

ApexBrasil e o MPA querem mudar a participação do setor no cenário mundial
feedfood
Foto: reprodução

A cadeia produtiva da pesca e aquicultura brasileira será beneficiada através de um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) firmado entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações (ApexBrasil) e o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA). A união entre ambas instituições visa impulsionar o setor no mundo.

“Estamos sendo convocados a avançar, a responder, então recebo aqui a ApexBrasil com a certeza de que a gente vai poder escrever esse setor em dois momentos: antes e depois da parceria”, frisou o ministro, André de Paula, durante a cerimônia realizada na última quarta-feira (24), na sede do MPA.

Já segundo o presidente da ApexBrasil, Jorge Viana, também presente na ocasião, os pescados representam aproximadamente metade do comércio internacional de proteínas, se mostrando o Brasil de maneira tímida na participação.

Foto: reprodução
Parceria é firmada para impulsionar exportações de pescados (Foto: reprodução)

“Enquanto nas exportações globais de carne bovina temos 18% do market share, na suína 6% e nas aves 20%, quando chega na pesca, a participação é de 0,2%. Isso é um indicativo de que precisamos atuar fortemente neste mercado”, pontuou Viana.

O presidente da Agência ainda reforçou a importância do acordo, dado o potencial do setor no Brasil. Ele lembrou que 1 bilhão de pessoas no planeta dependem da pesca, a qual representa uma dieta rica em proteínas. “O Brasil não pode ficar de fora”, afirmou.

O ACT tem como objetivo principal a promoção de ações que impulsionam os negócios internacionais da cadeia produtiva da pesca e aquicultura brasileira. A parceria envolve o desenvolvimento de estudos de inteligência de mercado, ações de capacitação de empresas para exportação, promoção comercial e ações de imagem e posicionamento do Brasil no mercado internacional.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Mercado da tilápia conquista recorde em 2023

Setor de genética avícola atinge crescimento de 69,3%

Preço do boi gordo segue próximo de R$250 a arroba