in

Paraná recebe o International Fish Congress Brasil

Maior evento da área de pescados reunirá todos os elos da cadeia produtiva

Maior evento da área de pescados reunirá todos os elos da cadeia produtiva

Com mais de 30 conferencistas de 12 países, o O Internacional Fish Congress, maior evento da área de pescados reunirá todos os elos da cadeia produtiva em um só lugar, com Congresso Internacional e Feira de Negócios Fish Expo Brasil. Sera realizado entre os dias 17 a 19 de setembro, no Centros de Eventos Mestra, no Recanto Cataratas Resort, em Foz do Iguaçu, Paraná. 

Com a presença confirmada das principais empresas de equipamentos, nutrição, sanidade e industrialização do pescado, a feira de negócios será realizada nos dias 18 e 19 de setembro, das 14h às 22h. com exposição de tecnologias e conhecimento por empresas e instituições públicas.

Com a presença de conferencistas nacionais e internacionais, o IFC Brasil discutirá temas relevantes para a cadeia produtiva do pescado. Buscando respostas aos desafios do desenvolvimento em estratégia, políticas públicas, ação dos agentes da cadeia e de tecnologias.

Eliana Panty, diretora executiva do IFC & FEB afirma que este é o primeiro evento que reúne toda a cadeia do pescado para discutir os rumos e oportunidades do setor “Temos na programação painéis que vão discutir assuntos de interesse de toda a cadeia do pescado, com a presença de conferencistas de pelo menos 10 países, uma oportunidade de unir os interesses e traçar estratégias conjuntas para o Brasil cumprir a meta se ocupar um posto mais alto entre os players globais, como já faz com a carne bovina, de frango e suína”, alega.

O congresso internacional acontecerá na quarta-feira (18), e serão discutidos temas de caráter conjuntural e estratégico, junto de apresentações de trabalhos científicos de algumas universidades, como Unila e Ufpr. 

Nas apresentações, vão ser debatidos temas como “Desenvolvimento e estratégias de mercado dos grandes produtores mundiais de pescados”, “Das águas à mesa do consumidor – Como tornar a cadeia competitiva e sustentável”, entre outros.

Para o seminário Internacional de Aquicultura, no dia seguinte (19), a programação científica contará com cerca de 23 temas, como “Evoluções na indústria de proteína animal: os caminhos para a indústria de tilápia no Brasil”, “O uso de ácidos orgânicos no controle de gram negativos” (foco em Francisela) e óleos essenciais no controle de gram positivos” (foco em estreptococos) e o “Case de sucesso em sistema de produção e Manejo de tilápia”.

No caso do Seminário Internacional da pesca, a programação também já está definida, mas a produção está aguardando a confirmação de todos os conferencistas.

Mais informações, como horários e valores das inscrições estão disponíveis no site do evento

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food.

Polinutri faz balanço positivo do SBSS

CNA apresenta demandas para melhorar infraestrutura