Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
SUINOCULTURA

Conteúdo

Operação apreende produtos suínos irregulares 

Ação realizada em Ribeirão Preto (SP) encontrou abate clandestino e outros crimes
feedfood

Uma operação conjunta envolvendo o Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA), Polícia Federal, Vigilância Sanitária de Ribeirão Preto (SP) e Coordenadoria de Defesa Agropecuária (CDA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo encontrou cerca de 1.300 quilos de produtos suínos sem comprovação de origem, sem rótulo, sem identificação de inspeção e sem nota fiscal.

A ação foi realizada na terça-feira (05), após denúncia e investigação de local com criação irregular de suínos (sem cadastro na defesa estadual), abate clandestino e fornecimento do produto em restaurante no município de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

Na propriedade não cadastrada foi encontrada uma criação com cerca de 100 suínos não registrados e sem procedência confirmada. Também foram encontrados equipamentos rústicos para realizar o abate dos animais, equipamentos precários para escaldagem e câmara fria para armazenamento.

Equipe aplicou medidas contra as irregularidades encontradas na propriedade (Foto: divulgação)

Os animais abatidos no local eram destinados para o restaurante do mesmo proprietário. Na ocasião, o MAPA interditou e autuou o local de abate clandestino, a defesa agropecuária estadual emitiu termo de fiscalização e autuou o responsável, contabilizando multa a cada animal irregular, e a vigilância sanitária realizou a apreensão dos produtos e autuou o restaurante.

Os produtos apreendidos serão descartados de forma correta e o estabelecimento responderá a processo administrativo sobre desvios relacionados à estrutura e higiene do local.

Participaram da operação auditores fiscais federais agropecuários e agentes de inspeção sanitária de produtos de origem animal, do Serviço de Inspeção de Produtos de Origem Animal e do Serviço de Fiscalização e Coerção ao Trânsito e Comércio Irregular, veterinários da vigilância sanitária de Ribeirão Preto, fiscais estaduais de defesa agropecuária e policiais federais.

Fonte: MAPA, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Inteligência Artificial auxilia o marketing no agronegócio  

Indicativo de operação é aprovado pelo Anffa Sindical 

IFC Brasil visa novo recorde de inscritos