in

MRE indaga continuidade de boicote ao Agro

Ministério das Relações Exteriores relatou possibilidade a FPA

Ministério das Relações Exteriores relatou possibilidade a FPA

Foi relatado pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) à Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) que a possibilidade de boicote aos produtos do agronegócio brasileiro por questões ambientais pode persistir. Os diplomatas acreditam que a chegada das chuvas no Centro-Oeste e Norte diminuirá as queimadas, o que pode cessar o assunto, no entanto, se o desmatamento avançar, o que já está sinalizado, o veto aos produtos retorna.

De acordo com o Itamaraty, são três possíveis fontes de pressão que fomentam esse boicote: Organizações Não Governamentais (ONGs); empresas, principalmente no varejo europeu, e, no setor público, especialmente parlamentos da União Europeia e dos Estados Unidos.

O ministério também relatou ao FPA a preocupação com o fato de causas ambientais serem utilizadas de forma ilegítima e destacou esforços realizados lá fora para contestá-las, com envio de informações pelos Ministérios do Meio Ambiente e da Agricultura.

Fonte: Terra, adaptado pela equipe feed&food.

Diversificação agrega valor à venda de ovos

Novos horizontes para a bovinocultura