in

Mercado islâmico amplia consumo de produtos avícolas nacionais

Brasil é o maior exportador de carne de frango halal do planeta

carne de frango

Ao iniciar o Ramadã, avicultura brasileira vê crescer significativamente a representação do mercado de produtos halal entre os destinos de exportação da carne de frango nacional. O Ramadã é o novo mês do calendário islâmico, que em 2022 ocorre do começo de abril até o início de maio.

De acordo com levantamento realizado pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), o Brasil – “atual maior exportador de carne de frango halal do planeta” – exportou 1,915 milhão de toneladas de carne de frango para o mercado islâmico em 2021, quase a metade de toda a exportação brasileira do setor, com 4,6 milhões de toneladas no ano passado.

Como explica a ABPA, “no primeiro bimestre de 2022, o volume de carne de frango halal já aumentou 5,17% em relação ao mesmo período do ano passado, alcançando 310,4 mil toneladas”. “As vendas de produtos para as 58 nações importadoras de carne de frango halal do Brasil geraram em 2021 quase US$ 3 bilhões em divisas – número que deve crescer em 2022, já que as exportações para os destinos registraram receita total no bimestre de US$ 509,7 milhões, número 25% superior ao alcançado nos dois primeiros meses de 2021”, complementa.

Entre as 58 nações, os Emirados Árabes Unidos (EAU) são, desde 2020, o principal destino da proteína. Somente em 2021, região importou 389,4 mil toneladas de carne de frango halal (equivalente a 8,7% de toda a exportação do setor), o que gerou receita de US$ 692,2 milhões de dólares. 

“Neste ano, os EAU têm incrementado ainda mais as importações de produtos brasileiros. No primeiro bimestre, importou 85,7 mil toneladas, volume 93,4% superior ao importado no mesmo período de 2021. No mês passado, o país assumiu a liderança entre os destinos das exportações brasileiras de carne de frango, superando a China. Importou 42,8 mil toneladas, volume 89,9% maior que o importado no segundo mês de 2021”, destaca a Associação.

Para o Presidente da ABPA, Ricardo Santin, “as nações islâmicas foram os primeiros destinos das exportações brasileiras de carne de frango, em 1975”, o que fomenta uma sólida parceria que projeta para incrementos ao longo prazo.

“Prova disso foi uma ação recente que realizamos em uma feira em Dubai, a Gulfood, onde foram projetados US$ 1 bilhão em exportações nos próximos meses, apenas a partir das tratativas estabelecidas no evento. A avicultura brasileira é uma nação dedicada ao cumprimento do halal e isto nos colocou em uma posição estratégica para apoiar a segurança alimentar das nações árabes”, avalia.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Tereza Cristina vai ao Canadá em busca de novas oportunidades

Preço do milho sobe quase 18% após conflito europeu

Debate sobre legislação encerra XIX Congresso de ovos

unnamed 24

Educação: Museu de Pesca será revitalizado

Minerva Foods inaugura novo escritório