in

Marfrig lucra R$ 1,7 bilhão no segundo trimestre de 2021

Resultados representam a maior receita histórica para um trimestre

A Marfrig apresentou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) seus resultados fiscais relativos ao segundo trimestre de 2021. No período, a companhia registrou receita líquida de 20,6 bilhões de reais, crescimento de 9% na comparação anual. O lucro líquido alcançou R$ 1,7 bilhão, 9% acima do registrado no segundo trimestre de 2020.

Os dados, segundo a assessoria da empresa representam a maior receita histórica para um trimestre da companhia. Esses resultados foram acompanhados pela menor alavancagem financeira já registrada pela Marfrig. Ainda segundo informações da assessoria da empresa, a Marfrig encerrou o segundo trimestre deste ano com o índice em 1,45x em reais e 1,55x em dólares — considerando-se a relação entre dívida líquida e o Ebtida dos últimos 12 meses.

“Estamos felizes em anunciar novamente resultados trimestrais históricos. Isso mostra a adequação de nosso modelo de operação e a excelência da nossa gestão”, diz o fundador e presidente do Conselho de Administração da Marfrig, Marcos Molina dos Santos.

Diante do cenário positivo para a empresa, o Conselho da Marfrig aprovou a distribuição aos acionistas de dividendos intermediários no valor de 958,4 milhões de reais. Em abril deste ano, a Marfrig já havia distribuído 141 milhões de reais em dividendos, referentes ao exercício de 2020. Além disso, o Conselho da Marfrig aprovou o cancelamento de 20 milhões de ações em tesouraria e a criação de um novo programa de recompra de ações de até 26,3 milhões de ações. Essas ações têm como objetivo a criação de valor para os acionistas da companhia.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food. 

CONFIRA:

Tecnologia e gestão são caminhos para estar entre os melhores da suinocultura

Feed&Food te dá 10% de desconto para participar do 13º SBSS

DSM lança tecnologia solúvel em água para leitões

Primeiro dia do SBSS debate novas tecnologias na suinocultura