in

MAPA visa auxiliar pescadores e aquicultores na adesão de créditos

Ação tem como objetivo identificar com instituições financeiras melhor oferta de crédito e microcrédito

A fim de tornar mais fácil o acesso de pescadores e aquicultores a crédito, principalmente do Plano Safra, a Secretaria de Aquicultura e Pesca, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), está em tratativas com instituições financeiras. Informação foi divulgada pela Pasta no dia 25 de março (quinta-feira).

Segundo o MAPA, este foi um dos temas do encontro virtual com aquicultores e pescadores, realizado na quarta-feira (24), com a presença do secretário Jorge Seif Junior e os diretores de Ordenamento e Desenvolvimento da Aquicultura, Maurício Pessoa; de Ordenamento e Desenvolvimento da Pesca, Alex Gonçalves; e de Registro e Monitoramento da Aquicultura e Pesca, Carlos Eduardo Villaça.

Na ocasião, o secretário Jorge Seif Junior informou que apenas 0,3% dos pescadores e aquicultores fizeram uso dos recursos disponíveis para o setor no plano, no período 2019/2020. “As exigências são tantas que eles não conseguem pegar o empréstimo, já que 90% deles são pequenos produtores”, declarou o profissional.

Para contornar tal cenário, o diretor de ordenamento e Desenvolvimento da Pesca, Alex Gonçalves, explicou que o MAPA está conversando com as instituições financeiras, como a Caixa, para tornar o crédito mais acessível a maior parcela do setor. “Hoje estamos em contato com os técnicos para identificar quais seriam as melhores linhas de crédito e microcrédito para atender a objetivos como a modernização estrutural das embarcações para adequação a requisitos higiênico-sanitários”, afirmou.

Por fim, o secretário Seif informou que o recadastramento nacional de pescadores será iniciado ainda no primeiro semestre de 2021 em um novo sistema, visando eliminar “fraudes e insegurança jurídica aos pescadores”.

Fonte: MAPA, adaptado pela equipe feed&food.

CARNE DE FRANGO

Preços do frango seguem em direções opostas

cozinhando

Dicas de receitas são foco de ação da SAA