in

Com as redes sociais, MAPA potencializa campanha ante PSA

“Peste Suína Africana, aqui não!” oferece materiais de orientação para evitar entrada da doença

Após confirmação de casos de Peste Suína Africana (PSA) na República Dominicana, o que fez com o que o Brasil redobrasse atenção contra uma possível entrada da doença, campanha realizada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) recebe reforço nas redes sociais.

Segundo a Pasta, a ação institucional tem como objetivo alertar, principalmente, a sociedade, em especial, os passageiros de voos provenientes de países onde a doença está presente, com destaque para o país caribenho, por isso serão utilizadas as redes sociais do Ministério.

A campanha, intitulada “Peste Suína Africana, aqui não!”,  foi iniciada nas plataformas digitais do MAPA nesta quinta-feira (26) e conta com conteúdo de orientação sobre as formas mais comuns de ingresso da PSA no Brasil e como diminuir tais ameaças.

(Foto: reprodução)

Para o diretor do Departamento de Saúde Animal do Mapa, a campanha é de extrema importância para o momento atual. “Nosso objetivo com essa campanha é alertar e, ao mesmo tempo, tranquilizar a sociedade, enfatizando que a doença não afeta seres humanos, mas lembrando que somos nós os responsáveis pela disseminação desse vírus, no momento em que ignoramos medidas sanitárias ao ingressar no Brasil com produtos de origem suína não autorizados”.

Vale ressaltar que, a campanha está sendo realizada com a parceria do Anffa Sindical, Sindicato que representa os auditores fiscais federais agropecuários (affas), envolvidos diretamente na força-tarefa que já existe hoje, nos principais aeroportos brasileiros, para evitar a entrada da PSA. O MAPA também conta com o apoio da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA)

“Os Auditores Agropecuários estão empenhados em unir esforços para manter o status sanitário do país livre de PSA. E a campanha chega para conscientizar a população sobre a importância social e econômica da doença e do papel de cada um em evitar que o vírus chegue ao nosso país”, destaca o presidente do Anffa Sindical, Janus Pablo.

Fonte: Anffa Sindical, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

ACCS tem sua primeira mulher presidente

Embrapa lança plataforma on-line com foco na aquicultura

Embrapa Agroindústria de Alimentos apresenta chefe-geral

avicultura

NOVUS destaca potencial da avicultura brasileira