in ,

MAPA estuda adesão de frigoríficos ao SIF

Interessados em sugerir mudanças podem encaminhar recomendações por meio do site

MAPA estuda adesao de frigorificos ao SIF
foto: reprodução

A segurança alimentar é de suma importância para o produtor brasileiro, através dela é possível garantir qualidade nos produtos comercializados dentro e fora do País. Pensando nisso, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) abriu consulta pública pelo prazo de 75 dias para receber contribuições relativas à proposta de ato normativo que aprova os Procedimentos para a Adesão dos Abatedouros Frigoríficos registrados junto ao Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) ao Sistema de Inspeção com Base em Risco aplicável a frangos de corte.

De acordo com o MAPA, a proposta busca adequar os procedimentos de inspeção ante e post mortem no âmbito dos abatedouros frigoríficos sob o Serviço de Inspeção Federal (SIF) de forma a atender as questões de saúde pública e vigilância em saúde animal, com a responsabilidade compartilhada entre governo e indústria.

A diretora do Dipoa, Ana Lúcia Viana, explica que “no sistema de inspeção com base em risco, os exames de inspeção ante mortem serão integralmente realizados pelos Médicos-Veterinários Oficiais localizados no SIF, atendendo aos procedimentos e as destinações previstas nos regulamentos aplicáveis, não havendo prejuízo na certificação sanitária animal. Já os exames de inspeção post mortem passam a ser executados mediante a atuação conjunta do Serviço oficial e do autocontrole”.

A carne de frango é considerada a fonte de proteína animal mais produzida e consumida no Brasil. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 2022, no ano de 2021 foram produzidas 14,755 milhões de toneladas, sendo que 4,231 milhões de toneladas foram destinadas ao mercado externo e o restante, 9,614 milhões de toneladas, foram destinadas ao mercado interno.

Para encaminhar sugestões tecnicamente fundamentadas, acesse o site o portal do Sistema de Monitoramento de Atos Normativos (Sisman), da Secretaria de Defesa Agropecuária, clicando aqui.  Para ter acesso ao Sisman, o usuário deverá efetuar cadastro prévio no Sistema de Solicitação de Acesso (SOLICITA), por meio do link.

Fonte: MAPA, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Tereza Cristina vai ao Canadá em busca de novas oportunidades

Preço do milho sobe quase 18% após conflito europeu

Debate sobre legislação encerra XIX Congresso de ovos

boi

Entenda os perigos da tripanossomose bovina

pesquisa APTA

Em prol da pesquisa, APTA recebe investimento recorde