in

Livro conta história de criadora de Senepol

“Mulheres do Agronegócio” traz histórias de superação de mulheres do setor

“Mulheres do Agronegócio” traz histórias de superação de mulheres do setor

A última edição do Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio (CNMA), realizado entre os dias 08 e 09 de outubro na capital paulista, contou com o lançamento do livro “Mulheres do Agronegócio: inspirações para vencer desafios dentro e fora da porteira”. A publicação foi escrita por Roberta Páffaro, Andrea Cordeiro, Mariely Biff e Ticiane Figueiredo, com prefácio de Luiz Cornacchioni e introdução de José Luiz Tejon.

Entre os cases apresentados na obra está o da sócia-proprietária do Senepol Vitória e pioneira na introdução da raça em Santa Catarina, Maria Vitória Proença. “Esse é um livro inovador, com muitas mulheres guerreiras. É um orgulho imenso estar junto com essas feras do agro”, conta.

Obra traz 50 histórias inspiradoras de mulheres que enfrentaram desafios e tiveram de superar barreiras até se tornarem referências no setor (Foto: reprodução)

A pecuarista não veio de uma família tradicional de fazendeiros. Seu pai, Antônio Proença, iniciou a carreira como empregado de fazenda e entregador de leite. Maria conta que foi o pai quem lhe ensinou o amor pelo campo e após seu falecimento, a pecuarista teve o exemplo da mãe na gestão da fazenda.

“Fui pioneira na raça em Santa Catarina. Eu me apaixonei pelo Senepol e, em 2015, nós implantamos na fazenda 10 embriões oriundos da genética do Senepol da Mata que, no ano seguinte, deram origem aos primeiros animais”, relata maria sobre as três primeiras fêmeas. Hoje, o rebanho conta com 25 animais puros Senepol e 180 animais cruzados britânicos.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food.

IATF é tema de palestra online gratuita da Ourofino

23ª Rodada Goiana de Suinocultores acontece em novembro