in

Live Plasson: para boa rentabilidade, aviários necessitam de estruturas bem pensadas

Projetos devem ser realizados levando em consideração região e clima local

Wellington Torres, de casa

[email protected]

Lidar com a produção de aves não é uma tarefa fácil. Ao começar do princípio, um aviário eficiente e, claro, rentável, precisa ser pensado de maneira detalhada, levando em consideração, por exemplo, questões locais.

A fim de auxiliar produtores nesse quesito, a Plasson, empresa de equipamentos para avicultura e suinocultura, realizou na noite desta quinta-feira (24), às 19h, a live “Aviário eficiente, rentabilidade garantida”. Ação foi conduzida pelo Gerente de Avicultura, Andrey Citadin.

De acordo com o profissional, a idealização de uma instalação para aves tem que sempre estar atenta ao futuro. “Quando falamos de definição de projeto, a visão tem que ser de longo prazo, pois ninguém investe em um aviário para colher amanhã. Ele precisa ser rentável para aquilo que foi investido”, destaca.

Para isso, é importante que o produtor lembre que cada granja é única, sendo assim, é necessário se alinhar com a realidade local de onde será construída. “ [ao longo do processo] é preciso analisar o clima local, o tipo de ave que irá produzir, qual será o peso de abate – caso seja frango de corte –, com qual densidade irá trabalhar e também identificar condições de mão de obra, manejo e operações disponíveis”, exemplifica Citadin.

O Gerente de Avicultura da Plasson também relembra que é imprescindível selecionar adequadamente os materiais disponíveis para o local, assim como a viabilidade dos mesmos e pensar no isolamento e custo-benefício de tudo que for essencial, lembrando sempre do fator sustentabilidade.

Sustentabilidade a longo prazo: do negócio ao ambiente

Neste cenário, de acordo com a produtora rural Luciana Dalmagro, também participante da live e que produz animais no interior de São Paulo, em Ribeirão Preto, “quando escolhemos o projeto correto, bem direcionado, isolado e vedado, o todo vira sustentabilidade”.

“Com 500 mil aves alojadas, se melhoramos 10 gramas, isso reflete em preservação de 100 toneladas de ração. Estamos falando de 60 mil kg de milho e 30 mil kg de soja. O que em hectares também é bastante coisa”, conta a produtora, ao pontuar uma produção própria de 500 mil aves por ciclo e, ao todo, 3 milhões por ano.

Essa preservação de recurso, como define a profissional, também pode e deve ser vista ao que se refere às diversas questões, como parte hídrica e retorno financeiro ao produtor. “Um aviário bem vedado e isolado, pode economizar até 50% em aquecimento. Quando falamos em gás, por exemplo, isso fica ainda muito mais claro”, destaca, reforçando que um projeto bem pensado possibilita alto impacto em sustentabilidade . Produtora conta com auxílio da Plasson.

Busque o que há de melhor

Além da possibilidade de se construir uma instalação do zero, Andrey também explica que todos os pontos levantados também devem ser levados em conta em uma reforma ou às contínuas melhorias nos locais já existentes, buscando sempre o que há de melhor no setor. Quer saber como e onde encontrar esses materiais? Acesse o site oficial da Plasson, clique aqui.

Veja a live completa:

Polinutri

Polinutri participa do 19º Encontro de bons negócios Certrim

ABPA lança e-book que detalha contusões e fraturas em aves