in

Kemin lança solução para carnes

Produto é feito à base de ácido propiônico e tem finalidade de conservação

Produto é feito à base de ácido propiônico e tem finalidade de conservação

A Kemin do Brasil anunciou a inclusão do ácido propiônico como aditivo alimentar na funcionalidade de conservante em produtos cárneos. De acordo com publicação no Diário Oficial da União, os frigoríficos podem utilizar o aditivo alimentar categorizado como conservante ácido em determinadas categorias.

O objetivo é reduzir a degradação microbiológica, aumentando a segurança de alimentos desses produtos. A decisão foi baseada na documentação técnico-científica submetida pela Kemin do Brasil ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Depois de muito trabalho técnico e regulatório envolvido, trazemos essa novidade com exclusividade ao mercado”, esclarece o gerente de Serviços Técnicos da Kemin, Daniel Pompeu.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food.

SAA libera crédito de R$ 14 mi para produtores de SP

Marel Poultry tem novo diretor de vendas