in

Kemin destaca estratégia para controle de patógenos

Uso de ácidos orgânicos pode contribuir com prevenção de bactérias

Uso de ácidos orgânicos pode contribuir com prevenção de bactérias

Uma estratégia nutricional para a prevenção de bactérias patogênicas na suinocultura, como a Salmonella, por exemplo, foi um dos destaques da Kemin durante o IV Encontro Técnico Abraves – Regional São Paulo, que ocorreu na terça-feira, dia 10 de setembro, no auditório do Instituto de Zootecnia (IZ), em Nova Odessa, no interior de São Paulo.

Um composto de ácidos orgânicos pode contribuir com maior segurança na cadeia produtiva, desde as fábricas de ração até os animais, defendeu a médica veterinária gerente de produtos para monogástricos da Kemin na América do Sul, Cherlla Romeiro. “O Sal CURB é um aditivo utilizado para manter as rações ou os ingredientes das rações livres de Salmonella por até 21 dias”, comenta a especialista.

De acordo com ela, a segurança na alimentação dos animais e o controle de patógenos na ração são essenciais na redução de riscos de biosseguridade. “Violações na biosseguridade podem afetar a segurança alimentar, a confiança do consumidor e podem levar à perda de desempenho e rentabilidade no campo”, salienta.

Patrocinadora do evento, a empresa participou com sua equipe técnica para esclarecer dúvidas em relação a medidas de biosseguridade abrangentes com a finalidade de proteger o plantel brasileiro da entrada de patógenos, além de contribuir com uma melhor eficiência produtiva dos animais.

A executiva destaca a importância do encontro realizado pela Abraves – Regional São Paulo (Associação Brasileira de Veterinários Especialistas em Suínos), para a divulgação de informações relevantes e maior capacitação profissional na suinocultura. “Acreditamos que iniciativas regionais, como este evento realizado pela Abraves –SP é uma maneira eficiente de levar conhecimento mais próximo dos produtores”, encerra. 

Fonte A.I., adaptado pela equipe feed&food.

Polinutri foi uma das apoiadoras do Encontro Abraves

Viagem ao Oriente Médio pode estreitar comércio