Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

JBS emprega mais de 151 mil trabalhadores no Brasil  

Companhia gerou 7,3 mil novas vagas entre janeiro e agosto de 2023 
feedfood
Foto: reprodução

Ao se consolidar como a maior empregadora do Brasil em 2023, a JBS soma 151,2 mil colaboradores diretos. Entre janeiro e agosto deste ano, a companhia gerou 7,3 mil novas vagas, o que representa um aumento de 5% em relação a dezembro de 2022. Globalmente, ela é responsável por 260 mil trabalhadores espalhados nas 400 unidades produtivas e escritórios espalhados por 20 países. 

“Temos consciência de que exercemos um papel importante para a geração de emprego e renda em diversas regiões, com impacto especialmente positivo nas pequenas cidades em que estamos. Em muitas delas, somos o principal polo empregador e o nosso crescimento impulsiona o crescimento econômico dessas regiões”, afirma o presidente da JBS Brasil, Gilberto Xandó.  

Durante 2023, a companhia concluiu importantes investimentos em alimentos preparados no Brasil, com o início das operações das duas primeiras linhas de empanados e uma de salsicha na nova fábrica da Seara no estado do Paraná. Ela também retomou as atividades da unidade industrial da Friboi, localizada na cidade de Juara, no Mato Grosso, e anunciou a criação de 1,4 mil novos postos de trabalho com a recuperação e modernização da unidade de Diamantino (MT). 

Para além dos números, a companhia também destaca que a criação de empregos reflete diretamente na possibilidade de melhoria de vida para muitas pessoas. A posição como principal empregadora do Brasil reforça o papel de relevância para a economia nacional. Segundo levantamento produzido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) via Núcleo de Economia Regional e Urbana da Universidade de São Paulo (Nereus), divulgado na semana passada, mostrou que a JBS e as cadeias produtivas ligadas a ela no Brasil já movimentam o equivalente a 2,10% do PIB (Produto Interno Bruto) e contribuem para a geração de 2,73% dos empregos do País.

Fonte: JBS, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Bovinos Pantaneiros ganham registro genealógico

Exportações brasileiras crescem 8,7% em setembro

Simpósio Asbram debate papel humano na “restauração” do País