in

JA Saúde Animal redesenha negócios com sociedade

Empresa anunciou acordo de investimento com um FIP gerido pelo Axxon Group

unnamed 9
REPRODUÇÃO

A JA Saúde Animal anunciou um acordo de investimento com um FIP gerido pelo Axxon Group, gestor de fundos de investimentos de private equity voltado para empresas de médio porte no Brasil. Com a transação, o FIP passa a ser sócio minoritário relevante da Companhia com o objetivo de dar continuidade ao seu histórico de inovação e crescimento acelerado. O aporte de mais de R$100 milhões na companhia vai financiar os projetos de expansão da empresa. O Axxon traz também sua experiência estratégica e operacional de mais de 20 anos de atuação como gestora de Private Equity no Brasil, apoiando o crescimento e desenvolvimento de empresas de médio porte no Brasil.

Considerada uma das três maiores indústrias farmacêuticas veterinárias brasileiras, a JA Saúde Animal foi fundada em 2000 em Patrocínio Paulista (SP) pelo veterinário Dr. José Abdo Hellu, que uniu sua experiência acadêmica e de pesquisa com a vivência prática no campo para desenvolver produtos inovadores por sua eficácia e facilidade de uso e aplicação. O portfólio, desenvolvido ao longo dos seus 20 anos de história, conta, atualmente, com mais de 70 produtos que incluem antiparasitários, anestésicos, fortificantes, anti-inflamatórios e antimicrobianos, entre outros, voltados especialmente para os segmentos de gado leiteiro e de corte, mas também para suínos e equinos. Além disso, a empresa tem mais de 50 novos produtos em variados estágios de desenvolvimento, que deverão ser adicionados ao portfólio ao longo dos próximos anos, evidenciando o DNA de inovação constante da companhia.

Inovação, crescimento e processo de expansão

A combinação de inovação, qualidade e confiabilidade de seu portfólio com um modelo de vendas diretas, com atuação muito próxima às revendas e aos produtores, foram os principais motores que fizeram a JA Saúde Animal quadruplicar seu faturamento nos últimos 5 anos, com previsão de chegar a R$200 milhões em 2021. Por conta disso, a empresa ganhou destaque num levantamento publicado pelo jornal inglês Financial Times em 2020, como uma das 500 empresas de maior crescimento nas Américas e a única do segmento farmacêutico veterinário.

Na visão de seu fundador, Dr. José Abdo, atual Presidente da Companhia, o sucesso recente é apenas o início de uma trajetória que ainda tem enorme oportunidade de crescimento e expansão pela frente. “Pretendemos acelerar nosso crescimento nos próximos anos. Temos um pipeline de produtos em desenvolvimento que nos anima muito. Além disso, abrimos recentemente um novo centro de distribuição na região Sul que deverá melhorar nossa atuação na região, além de oportunidades de expansão para as regiões centro-oeste e norte. Para acompanhar esse crescimento, já iniciamos também investimento na expansão do nosso parque fabril”, conta.

Aquisição da Fabiani Saúde Animal e mudanças involuntárias no negócio

Buscar oportunidades de consolidação na indústria também está nos planos da JA Saúde Animal. O primeiro passo mais relevante nesse sentido foi dado já em 2021, quando a JA concluiu a aquisição da Fabiani Saúde Animal, empresa tradicional do segmento veterinário e que tem em seu portfólio produtos tradicionais e consagrados, com grande complementaridade ao portfólio da JA.

Apesar das grandes conquistas, 2021 trouxe também a maior perda da história da JA. Pedro Hellu, filho do Dr. José Abdo e da diretora e acionista Márcia Hellu, que foi um dos grandes líderes e arquitetos do desenvolvimento da empresa na última década e atuava como CEO desde 2015, faleceu após um trágico acidente a cavalo durante um jogo de polo. Após o acidente a família e toda a empresa se uniram ao redor do propósito de dar continuidade ao projeto, idealizado e iniciado por ele, de tornar a JA Saúde Animal a maior e mais admirada empresa de saúde animal do país.

Nesse contexto, o investimento e a parceria fechada com o Axxon têm papel fundamental. Com 20 anos de história e mais de 40 transações realizadas, o Axxon é uma das mais tradicionais gestoras do país. “Buscamos aportar bem mais do que apenas o investimento financeiro. Temos grande experiência em prestar apoio estratégico e operacional às empresas em que os fundos que gerimos investem, fortalecendo seu processo de crescimento. Buscamos auxiliar nossos sócios e executivos a reforçar os times de gestão das empresas, melhorar a governança, reforçar a estrutura de capital, avançar nas pautas ESG mais relevantes para cada negócio, entre outros pontos”, explica Thiago Leite, diretor do Axxon.

Essa não é a primeira vez que um fundo da Axxon investe no setor de saúde animal. Por cinco anos, um fundo da Axxon investiu numa empresa do setor, a qual obteve forte crescimento de receita e rentabilidade no período. Como resultado, este investimento foi concluído com enorme sucesso, através da venda da empresa para uma empresa global de saúde animal.

Sobre a volta do Axxon ao setor de saúde animal, Thiago Leite destaca a atratividade do segmento e sobretudo a diferenciação da JA como um dos expoentes da indústria. “Esse é um setor extremamente resiliente. O Brasil é o país de maior rebanho bovino do mundo e o agronegócio está em constante crescimento. Investimos na JA por conta de seu portfólio de produtos reconhecido e de alto valor agregado, um pipeline de produtos extremamente atraente e uma abordagem comercial diferenciada. Adicionalmente, encontramos no Dr. José Abdo e na Márcia pessoas com reputação ilibada e com quem compartilhamos valores não só estratégicos, mas éticos também”, afirma.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Preços dos ovos apresentam recuo em São Paulo

Médico veterinário alerta sobre mastites

Palestra da JINC aborda carne cultivada

notebook

Congresso de Ovos anuncia novo prazo para entrega de trabalhos

CARNE BOVINA

China retoma importação de carne bovina brasileira