Patrocinado
AVICULTURA

Conteúdo

H5N1: delegação brasileira irá ao Japão no final de julho

Ministro do MAPA lidera grupo que se reunirá com autoridades japonesas
feedfood
FOTO: MAPA
Patrocinado

O Ministério da Agricultura, Florestas e Pesca do Japão (MAFF) comunicou a decisão de suspender a importação de aves vivas e carne de aves do Estado de Santa Catarina após a confirmação Influenza Aviária de Alta Patogenicidade (IAAP) em aves domésticas de subsistência em propriedade no município de Maracajá (SC) no sábado, 15 de julho.

Na propriedade encontravam-se múltiplas espécies de aves (galinha, galinha-d´angola, faisão, ganso, pato, perdiz e peru), criadas soltas e não destinadas à produção de produtos para comercialização. A propriedade possui uma pequena área alagada (açude), onde são avistadas aves silvestres de vida livre.

Seguindo a determinação de celeridade e transparência em relação aos casos de IAAP, o MAPA enviou na segunda-feira (17) os esclarecimentos demandados e segue trabalhando para que o impacto das restrições seja o menor possível aos exportadores brasileiros.

Patrocinado

O ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, lidera uma delegação oficial que se reunirá com autoridades japonesas em Tóquio, na próxima semana, no intuito de que as autoridades do MAFF ajustem as exigências de importação de aves e seus produtos às diretrizes da OMSA.

O MAPA informa que a propriedade está interditada desde o primeiro atendimento realizado pelo Serviço Veterinário Oficial (SVO). Após a confirmação, todas as aves foram eutanasiadas e as carcaças foram destruídas e enterradas. E, de acordo com o Código Sanitário de Animais Terrestres da Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA), a ocorrência da infecção pelo vírus da influenza A de alta patogenicidade em aves silvestres e domésticas de subsistência não compromete a condição do Brasil como país livre de IAAP.

Desde a detecção da infecção pelo vírus Influenza A de alta patogenicidade (H5N1) em aves silvestres aquáticas migratórias no Brasil, o ministério instalou permanente estado de alerta, com intensificação das ações de educação e comunicação de risco sobre a doença e das ações de vigilância em aves em todo o país, motivando novas notificações.

Fonte: MAPA, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Influenza Aviária reacende debate sobre crises sanitárias  

Unifrango marca o encontro de grandes empresas do agro 

SBSS abordará vacinas autógenas durante painel sobre biosseguridade