in

Gulfood pode gerar ao Brasil mais de US$ 6 milhões em negócios

Parceria entre Apex-Brasil e Abiec levou marca Brazilian Beef para Dubai

Realizada no final de fevereiro, a Gulfood 2021 contou mais uma vez com a participação brasileira. Nesta edição, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC), por meio do projeto Brazilian Beef, participaram os associados: Cooperfrigu, JBS, Marfrig, Mercúrio, Plena e Supremo.

O evento foi o primeiro presencial após o início da pandemia do novo coronavírus ser declara em março do ano passado. O encontro gerou, segundo a ABIEC, grande expectativa da retomada das promoções comerciais do setor. Ao todo, foram movimentados US$ 1.350.000,00 em novos negócios durante a feira, além da perspectiva de US$ 6.500.000,00 em negócios a serem fechados nos próximos meses.

Mais oportunidades. Para o presidente da Abiec, Antonio Jorge Camardelli, a participação brasileira na Gulfood é importante não só pelo volume de negócios, “mas também pela oportunidade de estreitar relações com um mercado importante como o árabe e apresentar todos os atributos da carne brasileira, produzida com qualidade e em respeito às mais rígidas normas de segurança”.

Mercado. Em 2020 as exportações brasileiras para os países árabes somaram 362,5 mil toneladas. Em faturamento, as vendas foram de US$ 1,3 bilhão. Esse mercado respondeu por 18% do volume exportado pelo Brasil em 2020 e 15% da receita total.

Protocolos sanitários. Devido às regras e protocolos de saúde e segurança para a prevenção da Covid-19, o estande do Brazilian Beef não serviu o tradicional churrasco e nem distribuiu materiais impressos. Todas as informações foram disponibilizadas por meio de QR Codes em várias áreas do estande.

Fonte: ABIEC, adaptado pela equipe feed&food.

Balanço aponta alta nas exportações de carne suína

Alltech

Agro moderno: uma missão coletiva