Patrocinado
EVENTOS

Conteúdo

Fórum debate competitividade da cadeia láctea brasileira

feedfood

João Paulo Monteiro, de Campinas (SP)
joao@ciasullieditores.com.br

Informação é insumo na agropecuária moderna. Neste sentido, recorrer a análises assertivas e buscar antecipar conjunturas são atitudes essenciais na busca por estratégias competitivas, diferenciação e rentabilidade.

E, diante de um fim de ano turbulento, devido às eleições, e um início ainda incerto em relação à economia, o Fórum MilkPoint Mercado 2023 se propõe a apresentar um norte para o setor lácteo.

“Todo ano temos dificuldades, mas 2023 se apresenta de uma forma especialmente desafiadora”, discorreu o CEO do MilkPoint Ventures, Marcelo Pereira de Carvalho, durante a abertura do encontro.

Desta forma, a 14ª edição do encontro reúne em Campinas (SP) especialistas e os principais agentes do setor lácteo com o objetivo e tentar traduzir as informações e direcionar as estratégias do setor.

Para entender o momento atual, é preciso compreender o passado. Em sua palestra, Mario Ruggiero, diretor CBG na Scanntech, detalhou o ano de 2022. Segundo o profissional, o volume de venda de lácteos fechou o último ano 8% abaixo da média de 2021, enquanto isso, o preço disparou no segundo semestre aqui no País.

“Em 2022, o aumento de 33% do preço do leite beneficiou a indústria e reduziu o lucro do varejo e do produtor”, analisou Ruggiero.

Contudo, a questão da inflação dos lácteos é global, como registrou o analista sênior do Rabobank, Andrés Padilla. “E continua impactando o consumidor”, completou.

Porém, alimentos não processados e saudáveis estão ganhando o debate frente aos ultraprocessados, que incluem algumas proteínas alternativas. “Claramente houve uma mudança no comportamento do consumidor nos últimos meses, que volta a procurar alimentos mais naturais”, encerrou Padilla.

A edição de abril da revista Feed&Food contará com ampla cobertura do Fórum.

LEIA TAMBÉM:

Ambiente igualitário gera resultados além do financeiro

Conselho debate cooperação entre países da América do Sul

Ministro “abre as portas” do MPA para o setor