in

FNF destaca cinco pontos de atenção no mercado de vitaminas

Com foco na produção animal, vitaminas são utilizadas na nutrição de aves, suínos e ruminantes

FNF

Em análise recente, estimativas do Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações) apontam que a produção de ração poderá crescer 2,3% em 2021, chegando a 83,4 milhões de toneladas. Mas, como irá se comportar o mercado de vitaminas para aves, suínos e ruminantes? É o melhor momento para comprar? Ou a recomendação é esperar um cenário mais adequado?

Com essas dúvidas, o managing partner Brasil da FNF Ingredients, Alexandre Camargo Costa, compartilha alguns pontos sobre o cenário, para que, assim, se possa tomar as melhores decisões em relação às vitaminas A, B1, B9 Ácido Fólico, B12 1% HPLC e C Mono / Revestida / 35%.

Alta procura por vitamina A

Apesar das várias incertezas que afetam diretamente os preços e o mercado da vitamina A, algumas atividades já podem claramente ser consideradas como fatores determinantes para impulsionar a procura por esta vitamina, tais como o crescimento do mercado de nutrição animal, a exportação de frangos e suínos acelerada, o alto custo do frete internacional e os atrasos dos embarques vindos da China. Tudo vai depender se um dos maiores players de vitamina A conseguir voltar ao mercado ainda nesse ano. Atualmente, no mercado brasileiro, existem duas demandas de vitamina A: produto com etoxiquim e produto livre de etoxiquim.

Vitamina B1 mono com preços estáveis

Em relação a vitamina B1 mono, tudo indica que os preços se estabilizaram no mercado. A disponibilidade não é um problema e o interesse do mercado em adquirir a vitamina, neste momento, permanece estável. Há a possibilidade de termos um aumento nos preços de produtos químicos básicos, que poderão incidir em um aumento de preços da B1 mono.

Expectativa sobre a vitamina B9 Ácido Fólico

O aumento dos custos das matérias-primas desencadeou a atual tendência de aumento dos preços da Vitamina B9 Ácido Fólico, mas com expectativa clara em relação a como o mercado irá de fato se comportar nos próximos meses. O cenário, ainda incerto, poderá ser reaquecido devido a importância da B9 para a formação de proteínas estruturais. A produção do ácido fólico está concentrada em poucas empresas e o baixo volume de produção proporciona recorrentes faltas do produto.

Queda no preço da vitamina B12 1% HPLC

Após uma queda repentina semanas atrás, os preços se estabilizaram em um nível mais baixo, que poderá não se manter nas próximas semanas, dependendo do quesito oferta/demanda do mercado e de outros elementos, como a relevante performance na produção animal. É necessário observar atentamente o comportamento do mercado e suas características. Tudo indica que essa vitamina já atingiu o seu custo de produção e a tendência é uma elevação nos preços.

 Alto interesse pela vitamina C Mono / Revestida / 35%

O interesse pela vitamina C e seus derivados permanece alto e tudo indica que se manterá desta forma. Os preços estão firmes e contemplam os diversos cenários de mercado, deixando pouco espaço para uma contundente mudança de imediato. O alto consumo pelo mercado de nutrição e saúde humana, impulsionada pela Covid, tem demandado muito a procura por vitamina C.

Em todas essas vitaminas, o custo do frete continua importante, já que tem batido recorde e a tendência é que aumente ainda mais, em um curto espaço de tempo.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

CONFIRA:

Tecnologia e gestão são caminhos para estar entre os melhores da suinocultura

Feed&Food te dá 10% de desconto para participar do 13º SBSS

Quer garantir 10% de desconto na compra do seu ingresso para o SBSS? Adicione a sua compra o cupom FEEDFOOD10 (desconto é válido para uma compra por CPF). Acesse e adquira: https://nucleovet.com.br/

Confina Brasil conhece “A Cidade do Boi” no interior de SP

Wisium conquista novos espaços na América Latina