in

Festival Tambaqui acontecerá durante IFC 2021

Evento acontecerá dia 25 de novembro em Foz do Iguaçu, Paraná

Reprodução

O Festival Tambaqui da Amazônia está confirmado para o dia 25 de novembro, durante o International Fish Congress (IFC 2021) em Foz do Iguaçu, Paraná. O congresso é um dos maiores eventos do segmento da aquicultura e pesca no Brasil. Na ocasião, 300 bandas do peixe nativo da Amazônia serão assadas e servidas para convidados e participantes do congresso. O objetivo é promover o consumo desta espécie.

Essa edição do Festival é organizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), pela Associação dos Piscicultores do Estado de Rondônia (Acripar) e pela Zaltana Pescados. A parceria com a organização do IFC 2021 veio como uma oportunidade de mostrar a investidores, participantes e ao grande público todo o potencial da produção de Tambaqui rondoniense, as características e qualidade da proteína produzida, assim como a viabilidade econômica do setor.

Para o Presidente do IFC 2021, ex-ministro da pesca Altemir Gregolin, a realização  do Festival Tambaqui durante o Congresso demonstra o nível de representação e integração da cadeia produtiva que o evento está obtendo em sua terceira edição.

Já a diretora executiva Eliana Panty, destaca que a presença do Festival Tambaqui reforça a proposta de fortalecimento de todos os segmentos da aquicultura e pesca. “Estamos vivendo um momento ímpar, com uma grande evolução da cadeia de pescados brasileira na última década, especialmente na aquicultura e na indústria. Além de fortalecer o mercado interno, estamos ampliando as exportações e nos inserindo no mercado externo, o que é muito relevante. Ao escoar nossa produção para o mundo, temos maiores condições de desenvolver o potencial pesqueiro e aquícola, que é o nosso grande desejo”, afirma.

O presidente da Acripar, Francisco Hidalgo, explica que, “esse congresso é um palco ímpar para nós. Depois de mostrar ao Brasil todo o sabor do nosso Tambaqui, Rondônia quer dizer agora para os investidores, indústrias e demais interessados, que estamos prontos, maduros e que temos capacidade de produção. Precisamos sim de mais plantas frigoríficas, de pessoas que somem com este mercado para que todos os brasileiros possam ter acesso ao nosso peixe”.

A segunda edição do Festival Nacional Tambaqui da Amazônia, em 2021, realizou assados semelhantes em todo o território brasileiro. Foram mais de 34 mil bandas de Tambaqui assadas em todas as capitais e no Distrito Federal. A ação buscou a geração de negócios para a cadeia produtiva local, assim como a promoção do pescado pelo país. Com os resultados positivos para os produtores, a busca em 2022 seguirá voos mais altos.

O diretor técnico do Sebrae em Rondônia, Samuel de Almeida, fala que “ o Tambaqui é um peixe 100% brasileiro, 100% sustentável e com potencial de crescimento incrível. Nós do Sebrae há muito tempo acreditamos nesse segmento, investimos pesado na capacitação dos produtores, na promoção e geração de um ambiente favorável para nossos piscicultores. Depois do Brasil, o Tambaqui tem que ganhar o mundo também”.

Para participar do Festival do Tambaqui durante o IFC 2021 é necessário se inscrever no evento, através do endereço www.ifcbrasil.com.br. Mais informações também podem ser  obtidas através das redes sociais do evento, assim como diretamente na página do festival no Instagram – @festivaldotambaqui.

O 3º International Fish Congress tem a coorganização da Fundação de Apoio ao Ensino, Extensão, Pesquisa e Pós-Graduação  (FUNDEP) e da UNIOESTE com patrocínio do SEBRAE, Secretaria Nacional de Aquicultura e Pesca (SAP) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Governo do Estado do Paraná; Associação Brasileira de Reciclagem Animal (ABRA), Associação de Produtores de Peixes do Brasil (Peixe BR), Associação das Indústrias de Pesca (ABIPESCA), Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Agência de Fomento do Paraná, Sanepar e Copel. 

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Preços dos ovos apresentam recuo em São Paulo

Médico veterinário alerta sobre mastites

Palestra da JINC aborda carne cultivada

CIAS aponta condição de mercado para Frangos e Suínos

Fenacam encerra edição com feira e simpósios robustos