Patrocinado
BOVINOCULTURA

Conteúdo

Ferramenta ajuda pecuarista a organizar venda de animais em remates 

Iniciativa da ANC e Embrapa vai ser lançada durante a 46ª Expointer 
feedfood

A fim de facilitar a venda de animais em remates, a Associação Nacional de Criadores Herdbook Collares (ANC) e a Embrapa lançam, durante a 46ª edição da Expointer, a ferramenta web Catálogo de Remates. A novidade tem como objetivo auxiliar no planejamento dos pecuaristas durante o processo de seleção e organização dos dados dos animais que irão ser ofertados em leilões.  

Segundo a Embrapa, a ferramenta soluciona um dos principais problemas da rotina dos pecuaristas vinculados à ANC. Atualmente, para montar o catálogo de remates, os produtores precisam arrolar manualmente as informações de desempenho genético de cada animal. Com a plataforma, será possível levantar os dados de forma atualizada, padronizada, ágil e eficiente.  

“Hoje uma das atividades mais complexas e trabalhosas para os criadores é montar o seu catálogo de remate. Primeiro ele tem que escolher os lotes que vai ofertar para a venda, e carregar, do site do Promebo (Programa de Melhoramento de Bovinos de Carne), o desempenho genético de cada animal, de forma muitas vezes manual, aumentando a dificuldade e a margem de erro dessa operação”, destaca a superintendente de registro genealógico da ANC, Silvia Freitas. 

Para o chefe-geral e pesquisador da Embrapa Pecuária Sul, Fernando Cardoso, o Catálogo de Remates irá aperfeiçoar um processo fundamental para a cadeia produtiva da pecuária, que é a compra e venda de animais através dos remates. “Essa ferramenta irá ajudar sobremaneira o trabalho do pecuarista para organização dos remates. Essa facilidade presente no Catálogo de Remates inclusive poderá servir como modelo para outros programas de melhoramento genético, de forma a garantir maior confiabilidade nos dados apresentados nos leilões”, pondera.  

Além de agilizar o dia a dia dos criadores, a ferramenta web também facilita a visualização e compreensão dos catálogos por parte dos compradores que participam dos remates. “Cada leilão trabalha com uma linguagem, então é muita informação para quem não está dentro do processo, o que acaba complicando o entendimento. Ao padronizar os catálogos, fica mais fácil a compreensão, tanto para quem vive os dados, como para quem os acessa esporadicamente, apenas quando precisa adquirir um animal ou doses deste, porque se trabalha sempre com a mesma linguagem, o que facilita a comunicação e o entendimento”, destaca Silvia.  

Como a ferramenta funciona? 

 Dentro da página do Promebo, o criador tem acesso a ferramenta, onde começa a montar o catálogo com a identidade visual e informações gerais sobre o leilão. O pecuarista pode alimentá-lo com fotos e vídeos e carregar automaticamente os dados de desempenho genético dos animais selecionados, inclusive podendo dar destaque para características específicas de lotes diferentes. Depois de pronto, o catálogo poderá ser disponibilizado em formato impresso e digital, compatível com computadores e smartphones. 

“O criador poderá escolher as características de destaque dos animais selecionados e com isso trará credibilidade e confiança para o seu catálogo, porque as informações são extraídas diretamente do Promebo. Então não há margem para erro”, finaliza Silvia.   

Fonte: Embrapa, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Entidades setoriais pedem pela reestruturação da carreira de auditor agropecuário 

Pecuária brasileira: Selo reconhece redução na emissão de metano 

Senar-SP oferece curso de aquaponia