Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Exportações são amparadas por projeto local

Plano visa implementar na região a Política Nacional de Cultura Exportadora
feedfood
FOTO: REPRODUÇÃO

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC) dará início à primeira oficina para elaboração de planos visando a implementação regional da Política Nacional de Cultura Exportadora (PNCE), na próxima quarta-feira (29).

A PNCE, instituída pelo Decreto nº 11.593, busca aprimorar as políticas públicas do setor, desenvolvendo e fortalecendo ações inclusivas para maior inserção de empresas no comércio exterior brasileiro, além de proporcionar mais coordenação entre os órgãos envolvidos em promoção do mercado e apoiar o ingresso e a permanência de empresas no mesmo.

O Pará foi o primeiro estado escolhido para esta ação. A região Norte do País corresponde por menos de 8% das exportações, ainda concentradas no eixo Centro-Sul. Os planos de trabalho devem prever um conjunto de ações para alavancar as exportações estaduais e regionais, considerando os desafios e prioridades locais.

FOTO: REPRODUÇÃO
MDIC dará início à primeira oficina para elaboração de planos visando a implementação regional da PNCE (FOTO: REPRODUÇÃO)

Em 2025, o Pará sediará a 30ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas – COP 30 – e terá um papel importante na promoção da imagem do País como fornecedor de bens e serviços sustentáveis e como destino turístico.

A primeira oficina ocorrerá até sexta-feira, dia 01 de dezembro, as demais serão realizadas, no máximo, até o mês de julho de 2024. As datas extras e os estados ainda não estão definidos.

As aulas, em formato online e coordenadas em parceria com a Escola Nacional de Administração Pública (Enap), contarão com a presença dos membros do Comitê Nacional para a Promoção da Cultura Exportadora, algumas instituições convidadas, e também dos estados da federação selecionados, para fins de construção de metodologias e planos de trabalho protótipos e pilotos.

O público-alvo são entidades públicas e privadas representantes do estado, com competências para atuar no campo da promoção comercial e divulgação da cultura exportadora. Nos encontros serão mapeados lacunas e sombreamentos na atuação dessas entidades, identificadas suas dificuldades e necessidades, e discutidas referências internacionais.

Fonte: MDIC, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

PIB do agro tem avanço acumulado de 0,5% em 2023

Ações brasileiras são destaque nas Conferências da FAO

Uso de tanino reduz emissão de GEE em 17% na pecuária