Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Exportação de material genético animal é ampliada para o Paraguai

Produtos agropecuários brasileiros alcançaram neste ano a abertura de 65 novos mercados externos
feedfood
Foto: reprodução

O governo brasileiro tomou conhecimento da abertura do mercado paraguaio para as exportações de sêmen e embriões caprinos e ovinos. As negociações foram iniciadas em março de 2023, porém aprovação do Certificado Sanitário Internacional, que permite a exportação dos produtos, foi concluída apenas em novembro, com a publicação dos requisitos zoosanitários pela autoridade sanitária do Paraguai.

Conforme mostra o documento, as condições de manipulação, carregamento e transporte obedecem aos padrões higiênico-sanitários recomendados internacionalmente, assegurando os cuidados necessários para evitar o contato dos produtos com qualquer fonte potencial de contaminação.

Os principais mercados importadores dos produtos são: Costa Rica, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai. De acordo com as métricas do governo brasileiro, as exportações brasileiras de material genético animal – excluído o genético de origem bovina – somaram USD 825,2 mil entre os meses de janeiro e outubro de 2023.

Contudo, através do trabalho do Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) e do Ministério das Relações Exteriores (MRE), os produtos agropecuários brasileiros alcançaram neste ano a abertura de 65 novos mercados externos.

FOTO: REPRODUÇÃO
Brasil conquista novo mercado para exportações de sêmen e embriões caprinos e ovinos (FOTO: REPRODUÇÃO)

Fonte: MAPA, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

PIB do agro tem avanço acumulado de 0,5% em 2023

Ações brasileiras são destaque nas Conferências da FAO

Uso de tanino reduz emissão de GEE em 17% na pecuária