in ,

ExpoMeat debaterá benefícios da certificação halal

Durante a reunião, o diretor Ahmad Mohamad Saifi levantará questões a favor do assunto

halal
Foto: reprodução

A fim de debater “Os benefícios da certificação halal”, o diretor de operações da Cdial Halal, Ahmad Mohamad Saifi, levantará questões a favor do assunto durante a Feira Internacional da Indústria de Processamento de Proteína Animal e Vegetal – III ExpoMeat. Ação acontecerá entre os dias 15 e 17 março, em São Paulo. A palestra da Cdial Halal será realizada amanhã (15), às 19 horas.

Ahmad Saifi irá expor as oportunidades para as empresas brasileiras com a obtenção desse certificado que as qualifica para exportarem aos países árabes e islâmicos. Trata-se de um mercado com enorme potencial, tendo em vista que engloba quase 2 bilhões de pessoas e deve movimentar até 2024 cerca de 5,74 trilhões, segundo o State of the Global Islamic Economy.

“A certificação halal garante alimentos de qualidade, com segurança e rastreabilidade. Nesse sentido, a certificação tem sido exigida não apenas por países árabes, mas também por outros países que primam pela segurança alimentar. Por isso é muito importante que este assunto seja debatido em uma das principais feiras do setor”, enfatiza o diretor.

Não é de hoje que este mercado se torna atrativo às empresas brasileiras, ainda há muito espaço para o crescimento da presença de produtos brasileiros nesses países. Em 2021, a Cdial Halal contabilizou crescimento expressivo das empresas certificadas halal: um aumento de 53% quando comparado a 2020, sendo que entre as empresas de processamento de proteína animal o crescimento das certificações foi de 75%, quando comparado ao ano anterior.

Importância da certificação halal

A certificação halal é o processo em que uma certificadora habilitada atesta a aptidão das empresas na utilização de procedimentos e matérias-primas autorizadas pela lei islâmica, o que torna esses produtos autorizados para consumo. Já o certificado halal é o documento emitido por essa instituição certificadora, o que comprova que todos esses procedimentos exigidos são seguidos pela empresa.

Com a certificação halal, a empresa poderá atender aos requisitos de consumidores árabes e muçulmanos ou ainda de outros mercados que busquem produtos comprovadamente saudáveis e rastreados.

Além disso, a certificação abre possibilidades de atingir novos mercados, com aumento da credibilidade dos produtos que obtiverem o selo halal, assim, melhorando a vantagem competitiva da empresa em todo o mundo.

Mercado

Dados da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec) apontam que os números totais da exportação de carne bovina brasileira em 2021 foram de US$9,2 bilhões e 1.846.263 toneladas. Ainda em 2021, as exportações brasileiras para os países de maioria muçulmana somaram 344,1 mil toneladas e, em faturamento, as vendas foram de US$1,4 bilhão. Esse mercado responde por 19% do volume exportado pelo Brasil em 2021 e 16% da receita total.

Dentre os estados que mais exportaram carne brasileira em 2021, estão São Paulo, que respondeu por 21,51% das exportações; Mato Grosso, com 19,82%; Goiás, 14,47%, Mato Grosso do Sul, com 10,32%; e Minas Gerais, com 9,63%

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Conflito em leste europeu impacta setor suinícola brasileiro

Período de vacinação contra febre aftosa começa em maio

Ceva alerta produtores sobre Pleuropneumonia Suína

EP 1 2.jpeg

Podcast Cobb Cast inicia terceira temporada

Seafood Expo North America em Boston

Piscicultura brasileira marca presença em feira internacional