in

Evonik pauta gestão de dados para melhorar desempenho

Revolução tecnológica leva a avicultura a medir e gerenciar dados de produção

CONBRASUL rodrigo galli
REPRODUÇÃO

Levantamento e gerenciamento de dados são cada vez mais importantes na produção animal porque contribuem com a tomada de decisões estratégicas para melhor eficiência e redução de perdas no campo, o que ganha peso maior diante do atual cenário de pressão de custos para o produtor, destacou o zootecnista e gerente Sênior de Marketing da Evonik na América Latina, Rodrigo Galli, durante a 3a Conbrasul Ovos, em Gramado, na serra gaúcha.

Com o tema “Avicultura 4.0 e além: A revolução tecnológica que está transformando a produção de aves (foco em produção de ovos e otimização de negócios)”, ele defendeu uma abordagem holística e estratégica para a produção animal de precisão. “Esta visão inclui saúde, nutrição, ambiência e todos os fatores que envolvem a criação. Precisamos medir os resultados no campo, monitorar potenciais de desafios sanitários para fazer qualquer alteração na formulação da dieta em tempo adequado e atingir o máximo de eficiência através da zootecnia de precisão”, disse o especialista.

De acordo com ele, a revolução tecnológica se aplica também a maneira como produzimos proteína animal. “Temos soluções que podem auxiliar o produtor a gerenciar dados, o que é muito valioso na tomada de decisões mais rápidas. Através de ferramentas, como Big Data e estatísticas, por exemplo, conseguimos avaliar o histórico de produção da propriedade para projetar o futuro desta criação. E com base nesta estimativa, é possível planejar melhor, como gerenciar riscos de animais doentes, detectar perdas de desempenho, medir ganho de peso, consumo de água e de ração e assim tomar medidas corretivas em tempo real”.

Para Galli, aumentar as margens da produção é um dos desafios mais urgentes do setor. “A avicultura trabalha com margens bem apertadas, por isso ter um planejamento melhor, de longo prazo e agir rapidamente é essencial. Este negócio tem muitas variações nos preços, o que impacta demais o avicultor e ele precisa minimizar este impacto para estar melhor preparado para estas oscilações”, pontuou o executivo convidando o setor para uma mudança de mindset. “As coisas vão ser assim e quem começar na frente vai se destacar. A revolução tecnológica caminha para o monitoramento da produção em tempo real”. 

Melhorar o manejo e a monitoria dos aviários são alguns dos benefícios de primeira hora levantados pelo executivo. “Cada lote tem uma história e o produtor terá ações mais assertivas se tiver relatórios de saúde, por exemplo, com tratamentos recomendados. Se ele consegue monitorar suas granjas em tempo real, ele vai saber quais delas deve visitar. Enfim, estamos falando em melhorar o negócio de produção animal para a geração futura, que vai conseguir monitorar a produção a distância”, salientou Galli.

Porphyrio

O Porphyrio é um software para gestão inteligente de dados e que opera 100% em nuvem. Ele foi utiliza tecnologia de Big Data, bioestatísticas e algoritmos de autoaprendizagem (Machine learning) para monitorar, predizer e planejar a produção de aves. “A produção do frango de corte (Broiler Insight) possui uma conexão dinâmica com o módulo de abate Smart Broiller Chain Optimizer (SBCO). Desta maneira, o software prediz o melhor dia de abate com base nas metas de mercado do abatedouro (gramatura, tipos de mercados)”.

Uma ferramenta que avisa o produtor o momento mais adequado para o abate de animais, o mercado que remunera melhor não só para frangos de corte, como também para ovos, foi um dos destaques da Evonik na conferência. O Porphyrio é um software em nuvem desenvolvido pela Evonik, com tecnologia Big Data, bioestatísticas e algoritmos. “Ele tem alarmes em tempo real conectado com o módulo de abate Smart Broiller Chain Optimizer (SBCO). Desta maneira, ele prevê o melhor dia de abate de cada animal no campo e as informações são atualizadas pelo sistema em tempo real”.

Este serviço é comercializado pela companhia, que oferece um projeto desenhado de acordo com a realidade de cada empresa. “É a revolução 4.0 chegando na avicultura e o quanto antes o produtor fizer a mudança, mais a frente vai estar. O grande valor deste serviço é permitir ao avicultor ver o problema e agir sobre ele antes dele trazer perdas financeiras”.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Suinocultura deve encerrar ano com bons números

Avicultura se mostra robusta em produção, exportação e consumo

FAESP comemora fim de embargo chinês à carne bovina

unnamed 16

ECLOSIONA 2022 ganha espaço durante IPPE

Sindirações- cursos On-line

Embrapa transforma projeto em programa extensivo