in

Evento abordará nutrição pré-natal e de animais jovens

33ª Reunião Anual do CBNA ocorrerá nos dias 10 e 11 de novembro

Ao dar continuidade na agenda de eventos em ambiente virtual, Colégio Brasileiro de Nutrição Animal (CBNA) realizará a 33ª Reunião Anual do CBNA, nos dias 10 e 11 de novembro. Tema principal será nutrição pré-natal e de animais jovens.       

Segundo o Colégio, a programação contará com três salas para abordar o tema escolhido nas áreas de aves, suínos e bovinos. No primeiro dia, logo após a abertura, acontecerão duas palestras em comum para as três áreas: “Potencial do Agronegócio Brasileiro no Mercado Internacional, Potencial do Agronegócio Brasileiro no Mercado Internacional”. Na parte da tarde, apresentações para aves, suínos e bovinos. 

Na sala aves, serão discutidas a “Importância da alimentação nos primeiros 21 dias de vida de frangos de corte”, “Melhorando a progênie pela nutrição das matrizes”, “Fundamentos e perspectivas da nutrição “in ovo” para frangos de corte e Nutrição de pintos de corte nascidos na granja”. 

Ao mesmo tempo, na sala suínos, é a vez dos temas “Panorama sobre sustentabilidade no uso de fêmeas de alta prolificidade: nutrição e manejo”, “Redução nos teores proteicos em dietas para leitões e suplementação de aminoácidos”, “Alimentação de matrizes suínas e efeitos sobre a progênie” e “Processamento de ingredientes para leitões visando melhorar a digestibilidade de proteínas/carboidratos”. 

Na sala bovinos os assuntos discutidos serão: “Suplementação energética e proteica com foco na longevidade da matriz gestante – Foco na matriz”, “Suplementação energética e proteica na matriz gestante com foco no desenvolvimento e no desempenho da progênie”, “Impacto da nutrição fetal na qualidade da carne da progênie” e “Impacto da nutrição fetal na reprodução de vacas de corte”.

No segundo dia (11), na sala aves, entrarão em pauta os temas “Desenvolvimento Fisiológico do Frango de Corte no Período Pós-Eclosão”, “Níveis de proteína, aminoácidos, energia e outros nutrientes nos primeiros 21 dias” e dois painéis, sobre “Aminoácidos funcionais em rações iniciais” e “Micronutrientes e Alimentos funcionais”. 

Na sala suínos, mas uma sequência de palestras: “Evolução dos conceitos nutricionais e de métodos de alimentação de porcas reprodutoras: histórico e perspectivas”, “Perspectivas sobre a retirada de óxido de Zn em dietas para leitões”, “Ingredientes proteicos de alta digestibilidade para leitões”, “Uso de enzimas em dietas para leitões” e “Utilização de ingredientes fibrosos na alimentação de leitões como estratégia para redução dos efeitos da retirada de antimicrobianos das dietas”.

Na sala bovinos, “Nutrição de vacas gestantes à luz da nutrigenômica”, “Como o manejo e a nutrição das vacas no período seco afeta a vida produtiva das crias”, “Papel de nutrição na função imune de bezerras leiteiras”, “Qual a melhor estratégia para aleitamento de bezerras leiteiras?”e “Desafio do desaleitamento: como alimentar as bezerras para que tenham uma transição tranquila”.

Para o encerramento do encontro, no dia 11, às 18:00, serão anunciados os vencedores dos trabalhos científicos. Saiba mais ao clicar aqui.

Fonte: A.i, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Preços dos ovos apresentam recuo em São Paulo

Médico veterinário alerta sobre mastites

Palestra da JINC aborda carne cultivada

Cobb pauta importância de vedação e isolamento de granjas

Entenda a reclassificação do gênero Lactobacillus