Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Entrega de fertilizantes apresenta crescimento de 21,9% 

No quinto mês do ano, foram entregues 3,96 milhões de toneladas, como detalha a Anda  
feedfood
Foto: reprodução
Patrocinado

No desenrolar de uma possível safra recorde, entregas de fertilizantes cresceram 21,9% em maio, como informa a Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda). No quinto mês do ano, foram entregues 3,96 milhões de toneladas, aumento de 21,9% em relação ao mesmo mês de 2022, quando o volume alcançou 3,25 milhões de toneladas. 

“No acumulado de janeiro a maio, registraram-se 14,84 milhões de toneladas, com crescimento de 1,5% ante as 14,62 milhões de toneladas do mesmo período de 2022”, detalha a Anda.  

Neste cenário, o Estado do Mato Grosso, líder nas entregas ao mercado, concentra maior volume no período analisado (25,6%), atingindo 3,80 milhões de toneladas, seguido por Paraná (1,83 milhão), Goiás (1,72 milhão), São Paulo (1,37 milhão), Minas Gerais (1,24 milhão) e Rio Grande do Sul (1,13 milhão). 

Patrocinado
MS é líder nas entregas de fertilizantes (Foto: reprodução)

Ainda segundo a Associação, a produção nacional de fertilizantes intermediários encerrou maio de 2023 com 465 mil toneladas, representando queda de 32,5%. No acumulado de janeiro a maio, foram 2,71 milhões de toneladas, com redução de 16,8% em relação ao mesmo período de 2022, quando se produziram 3,25 milhões de toneladas. 

Já as importações de fertilizantes intermediários encerraram maio de 2023 com 3,20 milhões de toneladas, representando crescimento de 2,7%. No acumulado de janeiro a maio, o total foi de 14,09 milhões de toneladas, indicando redução de 2,3% em relação ao mesmo período de 2022, quando foram importados 14,42 milhões de toneladas. 

“No porto de Paranaguá, principal porta de entrada dos fertilizantes, ingressaram 3,66 milhões de toneladas, com redução de 19,5% em relação a 2022, quando desembarcaram 4,55 milhões de toneladas. O terminal representou 26% do total importado”, destaca a Anda, ao citar a Siacesp/MDIC. 

Fonte: AI, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

União com Arábia Saudita vai recuperar pastagens brasileiras

Produção de carnes deve atingir maior nível na série histórica

Produtividade no campo pode crescer 25% com conectividade