in

Embrapa recebe prêmio“FAO Champion Award”

Cerimônia celebra abordagens inovadoras para sistemas agroalimentares sustentáveis

unnamed 13

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) celebrou em sua sede, em Roma, a cerimônia de premiação do “FAO Champion Award”, no dia 13 de junho. Os reconhecimentos foram entregues pelo diretor-geral, QU Dongyu, em uma cerimônia realizada durante a 170ª reunião do Conselho da Organização, o mais alto órgão de governo da FAO. O “FAO Champion Award” foi concedido à Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), cujo “reconhecido e comprovado histórico em pesquisa e desenvolvimento, fornecendo inovação, treinamento e soluções em agrotecnologia”, foi reconhecido pelo Comitê de Seleção do prêmio. Além da Embrapa, também foram reconhecidas na categoria “Partnership Award”, instituições de pesquisa e agricultura da Holanda e Zimbábue. “Nos encontramos diante de tempos desafiadores. Milhões de pessoas estão lutando contra a fome, pobreza e má nutrição, especialmente agricultores rurais, mulheres e jovens. Nossos premiados demonstraram por meio de suas realizações que temos as ferramentas, o conhecimento e a capacidade para fazer mudanças positivas e fazer a diferença na vida dessas pessoas”, disse o diretor-geral da FAO. 

A Embrapa, por meio de sua rede e programas, ajudou a expandir e escalar tecnologias e sistemas avançados. Seu trabalho de colaboração abrange muitas áreas geográficas e campos do conhecimento, com centros de pesquisa temáticos, ecorregionais e baseados em produtos, liderando o caminho na disseminação e intercâmbio de práticas e informações agroalimentares sustentáveis. 

 “É uma honra para a Embrapa ser premiada como Campeã 2021-2022 pela FAO, parceira prestigiosa e de longa data. Estamos unidos nos esforços para acabar com a fome e a pobreza. Agradeço a toda a equipe de profissionais e parceiros da Embrapa por trabalhar arduamente para trazer inovações sustentáveis para a agricultura brasileira e mundial. Este prêmio sinaliza que estamos no caminho certo para cumprir a Agenda 2030”, afirmou o diretor-executivo de Gestão Institucional da Embrapa, Tiago Toledo Ferreira, em seu discurso de agradecimento. 

Atualmente, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) articula uma rede de 1100 empregados, em seus 43 centros de pesquisa, localizados em todo o território nacional, trabalhando com os 17 ODS. Como um importante resultado desta articulação, a Empresa saltou de 140 tecnologias alinhadas a 81 metas dos 17 ODS, em 2021, para 156 tecnologias alinhadas a 131 metas ODS, em 2022, o que vem contribuindo para o alcance brasileiro dos pilares da Agenda 2030. 

“A Embrapa é um grande símbolo do compromisso brasileiro com os pilares do desenvolvimento sustentável previstos na Agenda 2030. Há quase meio século, combate a insegurança alimentar usando as armas da ciência e da conservação da biodiversidade”, afirmou o representante permanente do Brasil junto à FAO, embaixador Fernando Abreu, em Roma, na Itália. 

O diretor-geral da FAO entregou os prêmios aos representantes das organizações que compareceram pessoalmente à cerimônia. 

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food. 

LEIA TAMBÉM:

MAPA aponta dicas para compra de pescados

Agro brasileiro amplia exportações durante mês de março

13⁰ Simpósio Técnico da ACAV anuncia nova data

unnamed 12

Ferramenta global para balanço de emissões ganha nova versão

ipvs dia 3

IPVS2022: palestra pauta alimentação de precisão em fêmeas