in

Elanco fomenta uso responsável de antimicrobianos

Empresa reforça compromisso com produção de soluções inovadoras

Empresa reforça compromisso com produção de soluções inovadoras

Na condição de empresa dedicada à saúde e bem-estar dos animais e parceira de veterinários e produtores rurais em todo o mundo, a Elanco fomenta o uso responsável dos antimicrobianos e reafirma o seu compromisso com o desenvolvimento de medicamentos inovadores e alinhados às novas tendências do mercado. Nos últimos anos, a companhia vem adequando o seu portfólio de produtos com foco justamente em moléculas para uso exclusivo em animais.

Para a Elanco, a resistência aos antimicrobianos é um assunto sério. Prova disso é o “8 Point Antibiotic Stewardship Plan”, um compromisso global assumido pelo CEO global da companhia Jeff Simmons em um Fórum sobre a Gestão de Antibióticos realizado na Casa Branca, sede do governo dos Estados Unidos, em 2015. Trata-se de uma proposta arrojada e pioneira no setor, cujo objetivo é garantir a saúde animal e humana a longo prazo através de oito medidas imediatamente adotadas pela Elanco.

Entre os principais compromissos assumidos pela Elanco estão o desenvolvimento de novos antibióticos para uso exclusivo em animais a fim de otimizar o bem-estar dos rebanhos sem comprometer a viabilidade dos antibióticos de uso humano, fornecer treinamento e apoiar políticas que reduzam o uso de antibióticos de classe compartilhada, além de criar alternativas a esses produtos.

Baseado neste plano de ação, liderado pelo seu principal executivo, a Elanco passou a adequar o seu portfólio de produtos com foco em uma visão integrada e de cuidado preventivo, antecipando-se às demandas atuais dos consumidores em todo o mundo. Desde então, a companhia investe mais da metade do seu orçamento de P&D para animais de produção em alternativas aos antibióticos, o que resultou no lançamento de dois produtos inovadores somente em 2018: uma vacina, indicada para suínos nos Estados Unidos , e o probiótico Correlink, para aves, em fase de lançamento aqui no Brasil.

A Elanco também retirou a indicação para promoção de crescimento de quase 100 antibióticos de importância médica em todo o mundo, independentemente da legislação do país. No Brasil, alguns produtos com indicação como promotores de crescimento, como o Tylan 40, também foram retirados do mercado, enquanto soluções alternativas, como o probiótico Protexin e enzimas como o Hemicell, foram disponibilizadas aos produtores. “É preciso encarar com seriedade o complexo desafio da resistência antimicrobiana com o objetivo de preservarmos a eficácia dos medicamentos para pessoas e animais”, afirma Carlos Kuada, vice-presidente para América Latina da Elanco. “Esta é uma questão global e qualquer solução exigirá a participação de todos os setores da saúde humana e animal”.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food.

Elanco anuncia parceria com a AgBiome

Safeeds destaca programa de aditivos para suínos