in

DSM visa expandir produção de Bovaer®

Companhia planeja nova unidade de produção na Escócia

DSM

A redução das emissões de metano é crucial para atingir a meta do Acordo de Paris de aquecimento máximo de 1,5 grau, especialmente porque o efeito de aquecimento do metano dura menos e é muito mais potente do que o dióxido de carbono. Portanto, a eliminação do metano terá resultados imediatos.

Os especialistas da COP26 enfatizaram o grande impacto que o foco adicional na redução das emissões de metano pode ter, o que também foi expresso na promessa global recentemente anunciada visando reduzir as emissões de metano em 30% até 2030. Entre outras coisas, o metano é emitido por vacas – mais de 50 % das emissões da produção de leite vêm na forma de emissão entérica de metano. O Bovaer® é um aditivo para ração para vacas que reduz consistentemente a emissão de metano entérico em aproximadamente 30% para ruminantes. O Bovaer® foi resultado de mais de dez anos de estudos, 45 testes em fazendas em 13 países em 4 continentes e mais de 48 estudos revisados por pares publicados em revistas científicas independentes.

No início de setembro de 2021, a DSM recebeu aprovações regulatórias completas no Brasil e no Chile para seu aditivo para rações Bovaer®. A companhia tem volumes iniciais disponíveis do produto para atender o mercado a curto prazo, mas está se prepararando para um aumento de escala nos próximos anos. Por isso, foi iniciada a concepção de uma nova grande fábrica em Dalry, com objetivo de entrar em operação em 2025. A unidade está em operação há mais de 60 anos e produz micronutrientes de alta qualidade, além de ser a única produtora ocidental de vitamina C.

Geraldine Matchett e Dimitri de Vreeze, co-CEOs da DSM comentaram: “Em primeiro lugar, estamos contentes com o apoio do governo escocês ao aumento de nossa capacidade de produção do Bovaer®, particularmente no contexto da COP26, onde a importância de uma ação rápida em relação ao clima por meio da redução das emissões de metano foi enfatizada mais uma vez. Estamos ansiosos para oferecer uma solução eficaz e cientificamente comprovada para o desafio das emissões de metano pela agricultura. Como os sistemas alimentares e a crise climática estão intrinsecamente ligados, enfrentar o desafio da pecuária sustentável para um planeta saudável é fundamental”.

Para Nicola Sturgeon, Primeiro-Ministro da Escócia, “os aditivos para rações que reduzem o metano são uma parte crucial das soluções que o setor agrícola precisa implantar para alcançar as ambições climáticas. Este investimento de vários milhões de Libras fará da Escócia o lar deste produto inovador e destaca que a Escócia está assumindo a liderança para entregar um futuro líquido zero”.

A diretora administrativa da Scottish Enterprise, Linda Hanna, acrescentou: “O Projeto Bovaer® da Royal DSM tem o potencial de ser um divisor de águas para as ambições líquidas zero do mundo e estou muito feliz que a Escócia tenha sido escolhida como o local ideal para este projeto. Junto de nossos parceiros, a Scottish Enterprise trabalhou em estreita colaboração com a Royal DSM para construir um relacionamento forte e oferecer suporte para ajudá-los a escolher Dalry como o local pretendido para esta oportunidade de fabricação global. À medida que apoiamos a recuperação econômica sustentável, este investimento da Royal DSM é um estímulo concreto para a economia da Escócia. Ele também destaca a mensagem que estamos compartilhando com o mundo: que a Escócia está aberta para as empresas”.

A DSM lançou recentemente uma série de novos compromissos quantificáveis com o objetivo de abordar desafios sociais e ambientais urgentes relacionados à forma como o mundo produz e consome alimentos até 2030, os Compromissos do Sistema Alimentar. Eles contemplam três áreas nas quais a empresa acredita que pode causar o maior impacto positivo junto com seus parceiros de negócios: Saúde para as Pessoas, Saúde para o Planeta e Meios de Vida Saudáveis.

Está entre os compromissos da DSM possibilitar a redução de dois dígitos nas emissões dos animais até 2030. A DSM pode ajudar a reduzir consideravelmente as emissões das fazendas, mudando a ração que os animais consomem todos os dias. O Bovaer® é um excelente exemplo: um quarto de uma colher de chá por vaca, por dia, reduzirá consistentemente a emissão de metano entérico em aproximadamente 30% – permitindo uma redução de 10-12% nas emissões de gases de efeito estufa por quilo de leite.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Preços dos ovos apresentam recuo em São Paulo

Médico veterinário alerta sobre mastites

Palestra da JINC aborda carne cultivada

carne de frango

Exportações de carne de frango crescem 24,2%

Preço base do suíno vivo preocupa suinocultores de SC