Patrocinado
SUINOCULTURA

Conteúdo

Digital e conectada, suinocultura lidera revolução em curso

feedfood
Foto: reprodução

João Paulo Monteiro, da redação

joao@ciasullieditores.com.br

Tendência em expansão, a Suinocultura 4.0 não se trata da tecnologia por si só. O objetivo é facilitar a vida do produtor e garantir intervenções direcionadas, visando melhor saúde aos animais e para o consumidor.

Assim, ao considerarmos uma atividade cada vez mais produtiva e sustentável, alimentando não só o brasileiro, mas o consumidor global, a suinocultura 4.0 se apresenta como uma aliada e que já apresenta ótimos resultados.

“Veremos a cada ano o surgimento de novas soluções, equipamentos para facilitar a vida de quem produz”, projeta Everton Gubert, CEO da Agriness. E completa: “Os sistemas ficarão mais inteligentes e terão a capacidade preditiva aumentada. Serão grandes aliados dos produtores, ajudando a se anteciparem a certos eventos”.

Em um cenário de completa aplicação do conceito 4.0, tarefas repetitivas, que hoje dependem de humanos, deverão ser desempenhadas por máquinas e robôs, acredita José Simeone, gerente de Negócios para América Latina da Nedap Livestock Management.

Porém, esta não é e não será a realidade a curto prazo. “Há diversas etapas no manejo dos animais que requerem a habilidade e a sensibilidade humana, dos quais a tecnologia ainda precisa evoluir”, pondera Simeone.

Como afirma Marcelo Lopes, presidente da ABCS, “a Suinocultura 4.0 abre um enorme horizonte em termos de potencial de ganho”. Porém, o conceito está claro para todos? O processo de digitalização e automação é viável para a cadeia produtiva como um todo?

A visão desses e outros especialistas você confere na edição de março da Revista Feed&Food. Clique aqui.

Patrocinado
Patrocinado