in

Descarbonização da agricultura deve se tornar realidade nacional

Presidente da Empresa pontua importância de pesquisa pública para a iniciativa

Em audiência pública, realizada na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado Federal, nesta quinta (7), foi debatido o desenvolvimento da agricultura sustentável brasileira a partir da Embrapa. Como apontou o presidente da Empresa, Celso Moretti, pesquisa pública tem auxiliado, e muto, na descarbonização da agricultura.

Segundo o profissional, que apresentou pesquisas em andamento, resultados e perspectivas para o futuro, “não precisamos derrubar uma árvore sequer para dar dignidade e emprego para a região amazônica”. Vale ressaltar que a Embrapa está completando 48 anos.

Durante o encontro, parlamentares presentes defenderam o orçamento da Empresa. Eles afirmaram ser a Embrapa um orgulho nacional e responsável por importantes contribuições para o desenvolvimento do agro brasileiro e a geração do PIB nacional. E citaram resultados de pesquisas e tecnologias em seus respectivos estados que vêm contribuindo para o desenvolvimento regional.

Moretti destacou a importância das parcerias público-privadas e fundos de investimento privados para maior aporte de recursos para as pesquisas da Empresa. “O sucesso do campo vai ser baseado na ciência, na pesquisa”.

Entre os outros pontos apresentados pelo presidente, a descarbonização da agricultura ganhou destaque. Tema será palco de debates na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-26) que começa no final do mês de outubro, em Glasgow, na Escócia. “Risco climático é risco de investimento, nesse sentido é muito importante que países, empresas e o agro estejam conectados às necessidades de descarbonização e redução de gases de efeito estufa”.

“Temos tecnologias e conhecimento para descarbonizar a nossa agricultura. Produtores que adotam melhores tecnologias fazem a produção sustentável. Precisamos mostrar não só para os brasileiros, mas para o exterior, todo o trabalho que é feito aqui que impacta efetivamente na descarbonização da agricultura e nas mudanças do clima”, afirmou.

Fonte: Embrapa, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Produção feminina de churrasco veio para ficar

Recadastramento de pescadores é iniciado

Ariel Mendes fala sobre participação no COSAG

Elanco promove o Dia Global do Propósito

Vendas de carne de frango em São Paulo seguem aquecidas