in

Deputado Covatti assume Frente da Suinocultura

Covatti já foi presidente da Frente da Suinocultura no seu último mandato

A Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) e suas afiliadas receberam, em reunião online, realizada na última semana, o novo presidente da Frente Mista da Suinocultura, deputado federal Covatti Filho (PP-RS). Covatti reassume a presidência da Frente Parlamentar Mista da Suinocultura e na ocasião apresentou às lideranças do setor as prioridades da Bancada para esse ano.

Covatti já foi presidente da Frente da Suinocultura no seu último mandato e nos últimos anos esteve à frente da Secretária de Agricultura Rio Grande do Sul.  O parlamentar reforçou que será o elo de interlocução da suinocultura perante o Congresso Nacional e o poder Executivo. “Renovo o meu compromisso com os produtores e por conhecer as dificuldades da cadeia vou ser o porta voz do setor”, ressaltou o deputado. Ainda no encontro o parlamentar reforçou o eficiente trabalho que o deputado Schiavianato realizou como presidente da Frente durante o seu mandato. Schiavianato faleceu em meados de abril por conta das complicações da Covid-19.

Demandas da suinocultura

Durante o encontro virtual, o Deputado comentou que em conversa com a Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, reforçou o pleito da ABCS, sobre a suspensão temporária da cobrança de PIS/COFINS sobre grãos importados nas transações realizadas com destinação para a alimentação animal, em especial para as organizações que não operam na modalidade de Drawback. O Parlamentar reforçou, ainda, que a ampla especulação e a alta do preço do milho e do farelo de soja têm crescido em todas as regiões produtoras. 

Posicionamento da ABCS

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes se colocou à disposição e comentou sobre o protagonismo da ABCS no projeto piloto de vacinação contra Peste Suína Clássica em Alagoas. Covatti complementou-o dizendo que atuará em prol da construção de fundo sanitário nacional.

Projeto Agro Fraterno no radar da suinocultura nacional

A reunião contou ainda com a presença do presidente do Instituto Pensar Agro (IPA), Nilson Leitão. O dirigente explicou as pautas da Bancada Ruralista para o próximo semestre, como o projeto de Regularização Fundiária e o Licenciamento Ambiental e pediu apoio da cadeia suinícola com doações para o Agro Fraterno. Leitão ressaltou que o projeto foi um pedido da Ministra da Agricultura, Tereza Cristina junto ao governo federal com intuito de contribuir com as pessoas mais necessitadas e que perderam o emprego na pandemia.

De acordo com o presidente do IPA, o programa é voluntário, mas foi elaborado para que os produtores, as empresas e as entidades ligadas ao setor possam fazer suas contribuições.  “As doações são livres e podem ser feitas com cestas de alimentos, com recursos ou com alimentos, de acordo com a opção dos doadores”. Quem tiver interesse para saber como doar e mais informações acesse: http://www.agrofraterno.com.br/como_participar

Fonte: ABCS, adaptado pela equipe feed&food.

CONFIRA:

México deve potencializar compra de carne de frango brasileira

Faesp aponta preocupação com juros do Plano Safra

Fique por dentro das principais atualizações do mercado de proteína animal, acompanhe também: www.revistafeedfood.com.br

“Entendendo a Amazônia” terá 28 palestras sobre o bioma

PSC estará entre temas a serem debatidos no 13º SBSS