Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Custos de produção finalizam 2023 com variável para suínos e aves

Santa Catarina e Paraná são usados como referência nos cálculos da CIAS por serem os maiores produtores nacionais
feedfood
Foto: reprodução

A Embrapa informou que em 2023 os custos por produção finalizaram o ano chegando a 6,20 reais o quilo do suíno vivo, e a R$4,41 o quilo vivo para frangos de corte, segundo estudos realizados pela Central de Inteligência de Aves e Suínos (CIAS).

Durante o acumulado do ano passado os custos de produção baixaram mesmo depois de os ICPSuíno e ICPFrango registrarem alta desde o mês outubro, chegando a 354,90 e 341,39 pontos, respectivamente. A queda para suínos foi de 23,16%, já para frangos de corte foi de 20,33%.

A mudança nos coeficientes técnicos em janeiro de 2023 também foi responsável por uma redução de 16,2 pontos percentuais no ICPSuíno e de 7,1 pontos percentuais no ICPFrango. O restante dos preços respondem pela variação acumulada no ano.

Em dezembro, o aumento no ICPSuíno foi impulsionado pelo custo da alimentação dos animais, representando 74,83% do total, o que elevou o custo da produção para R$6,20 por quilo vivo em Santa Catarina, com acréscimo de R$0,08 em relação ao mês de novembro.

Neste mesmo cenário o ICPFrango foi influenciado pela variação de 1,65% no custo da alimentação das aves, a qual compõe 67,83% do total da produção, na aquisição dos pintos de um dia houve acréscimo 2,44% e peso de 14,97% na composição final. No Paraná o custo de produção do quilo do frango de corte vivo produzido em aviário tipo climatizado em pressão positiva em dezembro foi de R$4,41, representando R$0,06 de alta na comparação com novembro.

Os estados de Santa Catarina e Paraná são usados como referência nos cálculos da CIAS por serem os maiores produtores nacionais de suínos e de frangos de corte, respectivamente. Os custos de produção são uma referência para o setor produtivo. Entretanto, suinocultores independentes e avicultores sob contratos de integração devem acompanhar a evolução dos seus próprios custos de produção.

Confira a Nota Técnica aqui.

Fonte: Embrapa, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

Mercado da tilápia conquista recorde em 2023

Setor de genética avícola atinge crescimento de 69,3%

Preço do boi gordo segue próximo de R$250 a arroba