in

Custos de produção de frango apresentam queda

O ICPFrango baixou 2,61% no mês de junho em relação a maio, fechando em 423,50 pontos

Em mais recente análise, Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa (CIAS) aponta queda dos custos de produção de frango em junho. No caso do suíno, índice se manteve estável.

Como aponta a CIAS, “o Índice de Custo de produção de Frangos, o ICPFrango, baixou 2,61% no mês de junho em relação a maio, fechando em 423,50 pontos, o menor valor registrado em 2022”.  Ao que se refere o ICPSuíno, o índice se manteve estável, oscilando 0,05% no mesmo período, marcando 419,91 pontos.

“A queda no ICPFrango foi influenciada principalmente pelos custos com a nutrição dos animais (-2,46%) e com a aquisição dos pintinhos de um dia (-0,21%). O custo de produção do quilo do frango de corte vivo no Paraná, produzido em aviário tipo climatizado em pressão positiva, caiu R$ 0,15 em junho com relação a maio, chegando aos R$ 5,47. De janeiro até junho, o ICPFrango acumula alta de 4,95% e, nos últimos 12 meses, uma variação de 6,11%”, explica a CIAS.

Ao pontuar a produção suinícola, a Central destaca que o ICPSuíno registrou um aumento com transporte (0,10%), mas que foi compensado com a queda de outros três itens que compõem os custos de produção. “O custo total de produção por quilo de suíno vivo produzido em sistema tipo ciclo completo em Santa Catarina se manteve estável entre maio e junho, sendo de R$ 7,34. Nos primeiros seis meses do ano, o ICPSuíno acumula 4,84% de alta e, nos últimos 12 meses, 7,61%”, detalha.

Fonte: Embrapa, adaptado pela equipe feed&food. 

LEIA TAMBÉM:

MAPA aponta dicas para compra de pescados

Agro brasileiro amplia exportações durante mês de março

13⁰ Simpósio Técnico da ACAV anuncia nova data

ovos brancos

Preços dos ovos mantêm estabilidade

Embarques de carne suína crescem 11,9%

Exportações do agro contabilizam US$ 15,71 bilhões em junho