Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
BOVINOCULTURA

Conteúdo

Cresce troca de boi gordo por bezerro em São Paulo

feedfood
FOTO: REPRODUÇÃO

Entre altos e baixos de um mercado robusto, como é a bovinocultura, relação de troca de boi gordo por bezerro apresentou aumento durante o mês de agosto, em São Paulo, como aponta o levantamento realizado pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), ESALQ – USP. Análise foi divulgada nesta quinta-feira (01).

Segundo o Cepea, os preços médios mensais do boi gordo e do bezerro caíram de julho para agosto, “mas as baixas registradas para a arroba foram mais intensas”. Neste cenário, “o poder de compra de pecuaristas do estado de São Paulo que fazem a recria-engorda com reposição de animais de Mato Grosso do Sul (MS) diminuiu”.

“Considerando-se as médias de agosto (até o dia 30), o pecuarista recriador de SP precisou de 8,57 arrobas de boi gordo (Indicador CEPEA/B3) para comprar um animal de reposição em MS (Indicador ESALQ/BM&FBovespa, bezerro nelore, de 8 a 12 meses), contra 8,32 arrobas em julho/22, ou seja, piora de 3%”, explica o Centro de Estudos.

Este, como complementa o Cepea, “é mais desfavorável ao recriador desde janeiro, quando foram necessárias 8,59 arrobas”. Contudo, frente a agosto de 2021, o poder de compra desses pecuaristas aumentou, visto que o preço do animal de reposição em MS caiu com mais intensidade nos últimos 12 meses – em agosto de 2021, “o recriador paulista precisava de 9,05 arrobas de boi gordo para realizar a mesma aquisição”, afirma.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe Feed&Food. 

LEIA TAMBÉM:

Revista Feed&Food promoveu encontro de grandes nomes da agroindústria

Embarques de carne de frango apresentam alta de 6%

Preços dos ovos apresentam patamar recorde