in

Cresce a procura por profissionais no agronegócio

Parte do avanço se deve à adoção de novas tecnologias e a chegada das startups

BRF

Na contramão da crise, o agronegócio brasileiro estima uma alta de 2,5% no PIB agropecuário em 202. Com a expectativa em alta, muitas empresas estão procurando reforçar suas equipes com profissionais capazes de liderar grandes projetos.

A Michael Page, empresa de recrutamento executivo de média e alta gestão, parte do PageGroup, aponta  um crescimento de 30% na contratação de executivos sêniores, principalmente para a área de finanças, em 2020.

Entre os cargos mais buscados aparecem coordenador de crédito (R$ 9 mil a R$ 15 mil), coordenador de saúde, segurança e meio ambiente (R$ 9 mil a R$ 13 mil), diretor de relações com investidores (R$ 30 mil a R$ 60 mil) e gerente de vendas e soluções (R$ 13 mil a R$ 16 mil + remuneração variável).

O gerente executivo da Michael Page para o setor agro, Stephano Dedini, defende que a grande procura por esses executivos está sendo impulsionada pela necessidade de agregar mais expertise à operação das startups.

“Elas devem acelerar a maturidade e implementação de novas tecnologias no setor. Toda a estrutura de crédito e tesouraria do setor deve ficar mais robusta para financiar o crescimento e desenvolvimento das operações. Além disso, posições focadas em sustentabilidade, relações institucionais, compliance e governança corporativa e relacionamento com o mercado de capitais também devem ganhar volume”, prevê.

Fonte: G1, adaptado pela equipe feed&food.

dinheiro

Seguros agrícolas serão avaliados em videoconferência

Pesquisa pontua alternativas para dieta de bovinos