in

Cresce a demanda por complexo soja no Brasil

Consequência da alta procura fez com que os preços disparasse

Reprodução

As semanas após a confirmação do início do conflito entre os países europeus, passou a refletir consequências em vários setores, inclusive nas cotações desses produtos. Com a incerteza e insegurança do futuro, por falta de insumos, alguns materiais dispararam em alta, devido à crescente procura. Exemplo disso, tem sido o complexo soja.

Em recente levantamento feito pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), sinalizou que as cotações do complexo soja continuam em elevação no mercado doméstico. Além disso, o Indicador CEPEA/ESALQ – Paraná apresentou avanço de 0,25% entre 4 e 11 de março, indo para R$200,38/saca de 60 kg na sexta-feira, 11. Já na terça-feira, 8, especificamente, o Indicador atingiu R$203,22/sc de 60 kg, máxima nominal da série do Cepea, iniciada em julho/97. 

Ainda de acordo com pesquisadores, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa – Paranaguá (PR) apresentou recuo apenas de 0,23% nos últimos sete dias, fechando o preço em R$203,15/saca de 60 kg na sexta-feira, 11. No dia 10 deste mês, o mesmo Indicador registrou o maior valor nominal da série do Cepea, que começou em março de 2006, que teria sido R$207,14/saca.

Pesquisadores do Centro de Estudos afirmam que os preços foram impulsionados pela firme demanda doméstica e pelo expressivo aumento na procura externa.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Conflito em leste europeu impacta setor suinícola brasileiro

Período de vacinação contra febre aftosa começa em maio

Ceva alerta produtores sobre Pleuropneumonia Suína

ovos

Cepea divulga novo reajuste no preço de ovos

EP 1 2.jpeg

Podcast Cobb Cast inicia terceira temporada