Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Conselheira do CCAS se candidata ao parlamento luxemburguês  

Roberta Züge é médica-veterinária e conquistou a nacionalidade luxemburguesa em 2018 
feedfood
Foto: reprodução

Na intenção de representar os interesses dos brasileiros em Luxemburgo, conselheira do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS), Roberta Züge, se candidata ao parlamento. Convite foi realizado como resultado do intenso engajamento em diversas questões que afetam o país.  

Como explica o CCAS, Luxemburgo possui um sistema parlamentarista, onde os partidos têm um número limitado de assentos para concorrer. Segundo o “Contacto”, um veículo de comunicação local, mais de 27 mil brasileiros adquiriram a nacionalidade luxemburguesa e agora desejam participar das eleições em 8 de outubro. 

Um estudo de opinião realizado pela empresa norte-americana LuxCitizenship revelou que cerca de 24% dos luxemburgueses que vivem no Brasil têm a intenção de votar nas eleições em Luxemburgo. Entre as razões apontadas para esse interesse, estão: “sentir-se parte da sociedade, integrar o novo país, ser considerado um cidadão luxemburguês, estar mais próximo das decisões e escolher representantes do poder legislativo que se preocupem com os neo-luxemburgueses”. 

Neste cenário, o partido “Os Piratas” anunciou a candidatura de Roberta Züge como forma de defender os interesses desses novos luxemburgueses de origem brasileira. A veterinária brasileira, que adquiriu a nacionalidade luxemburguesa em 2018 e reside no Grão-Ducado há três anos, pretende ser a voz daqueles que não têm voz. Ela enfrentou as dificuldades de ser imigrante, mesmo sendo uma cidadã luxemburguesa, e acredita que Luxemburgo deveria aproveitar melhor os frutos de sua diáspora. 

Durante apresentação como candidata, realizada em Colmar Berg, Roberta Züge afirmou que se sentiu lisonjeada com o convite, mas também indecisa diante da responsabilidade de se tornar uma deputada. Sua decisão de aceitar a candidatura veio quando uma amiga brasileira lhe disse: “Esse convite não é só seu, é nosso!”. Além disso, a reflexão de sua filha, Fernanda Züge, teve um peso significativo. Fernanda destacou que “só nos arrependemos do que não fazemos”. 

“O Conselho Científico Agro Sustentável se orgulha desse importante passo da nossa Conselheira e reafirma sua missão de discutir temas relevantes relacionados à sustentabilidade da agricultura, tanto no Brasil como em países estrangeiros”, afirma o presidente do CCAS, José Otávio Menten. 

Fonte: CCAS, adaptado pela equipe Feed&Food.

LEIA TAMBÉM:

Estudantes e recém-formados: atitude é fundamental para ingressar na suinocultura 

Segundo dia da Pig Fair é palco de lançamentos e casa cheia

SP: APA seleciona veterinários para Programa de Sanidade