in

Congresso IPVS terá apoio de entidades setoriais

ABCS, ABPA e Embrapa estão entre apoiadoras do evento

Com o objetivo de construir um evento sólido, a organização do Congresso IPVS2022 – International Pig Veterinary Society foca na conexão entre a ciência e o mercado. O encontro é considerado o maior evento técnico científico da suinocultura mundial e conta com o apoio das principais entidades do setor. A próxima edição do evento, acontece no Rio de Janeiro (RJ), em 2022, entre os dias 21 e 24 de junho, no RioCentro Convention & Event, e terá como tema “Novas perspectivas da suinocultura: biosseguridade, produtividade e inovação”.

“Iremos conectar a ciência – essência do IPVS – com o mercado. Precisamos compreender que um não vive sem o outro. A ciência não tem fim em si própria: ela está a serviço de produzir mais e melhor alimento, e essa premissa se conecta diretamente à razão de existir do IPVS”, explica o Diretor de Relações Institucionais do evento, José Antônio Ribas.

José Antônio Ribas é o Diretor de Relações Institucionais do IPVS (Foto: reprodução)

Segundo ele, o encontro deve repetir o sucesso das edições anteriores. O trabalho da edição Rio de Janeiro é diferente do ponto de vista científico e mercadológico, e busca encontrar pontos de afinidade entre esses campos.  “O IPVS2022 tem que ser exemplar e gerar mudanças dentro do cenário brasileiro, sendo uma oportunidade ímpar de o Brasil mostrar sua organização e virtudes. Faremos um evento em alto nível e com grandes debates”, salienta o diretor.

Construindo uma rede de apoio

A 26ª edição do evento é realizada pela Associação Brasileira de Veterinários Especialistas em Suínos (Abraves), entidade que desempenha um importante papel na cadeia produtora brasileira e de forte atuação junto às associações e ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). O evento tem o apoio da Associação Brasileira de Proteína Animal – ABPA, Associação Brasileira dos Criadores de Suínos – ABCS, Associação Brasileira das Empresas de Genética de Suínos – ABEGS e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa.

“Com o apoio dessas entidades temos a certeza de mobilização da cadeia, que agregará ao evento novos cenários para a construção de um debate focado em ciência e mercado, tendo como base as virtudes da suinocultura brasileira. O IPVS2022 será exemplar, um gerador de mudanças dentro do cenário brasileiro. Será uma oportunidade única do Brasil mostrar sua organização e grandeza”, complementa Ribas.

Associação Brasileira de Proteína Animal – ABPA

“Um evento como o IPVS fortalece a imagem do Brasil, já muito influente no mercado internacional. Somos o quarto maior produtor do mundo e caminhando para nos tornar o 3º maior exportador. Trabalhamos para aumentar nossa produção e exportações, sem deixar de abastecer o mercado nacional. Essa conjuntura mostra que precisamos de eventos bem feitos, no quais a ciência deve ser usada para evoluir. Como presidente da ABPA, ratifico nosso apoio para que possamos fazer um grande evento, de uma suinocultura que é verdadeiramente boa e precisa mostrar isso para o mundo”, afirma o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal, Ricardo Santin.

Associação Brasileira dos Criadores de Suínos – ABCS

“Para nós, da ABCS, é um grande privilégio ter esse evento no país. Vivemos um momento difícil, mas acredito que em 2022, com o avanço da vacina, estaremos vivendo um cenário diferente, mais otimista. A suinocultura vem crescendo, por isso precisamos de mais eventos internacionais no Brasil, principalmente porque somos constantemente demandados internacionalmente como vitrine mundial do que é feito corretamente em termos de suinocultura”, frisa o presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Suínos, Marcelo Lopes.

Associação Brasileira das Empresas de Genética de Suínos – ABEGS

“As empresas associadas da Associação Brasileira das Empresas de Genética de Suínos influenciam acima de 95% do abate brasileiro. Por isso, a ABEGS tem grande interesse em divulgar a suinocultura brasileira. Temos visto que é muito importante não apenas fazer um marketing bem feito, mas comunicar o que se faz e, dentro da suinocultura global, o Brasil se destaca não somente pela qualidade zootécnica em termos de performance, mas também em sanidade. Este é um ativo muito privilegiado, e precisamos protegê-lo. Nesse sentido, o IPVS acerta novamente ao estabelecer o comitê de Biosseguridade, que trará ainda mais segurança para que o evento se sobressaia na manutenção do cuidado com a segurança do nosso plantel”, elogia o presidente da Associação Brasileira das Empresas de Genética de Suínos, Alexandre Furtado da Rosa.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa

“O projeto do IPVS2022 está sendo construído com bases muito sólidas e, nessa construção, estamos aprendendo muitas coisas novas, principalmente sobre o novo formato de unir a indústria ao setor técnico. Todos queremos fazer o projeto dar certo. O sucesso já começa com a união, sendo esse o momento de recuperar nossa força frente aos mercados internacionais”, afirma a chefe Geral de Suínos e Aves da Embrapa, Janice Zanella.

Para Ariel Mendes, membro do comitê de Biosseguridade, organizar um congresso mundial é uma responsabilidade muito grande. “Por isso, focaremos em interatividade, garantindo a segurança do nosso plantel sem deixar de mostrar ao público como nossas granjas funcionam. Esse cuidado tem por finalidade valorizar a suinocultura. Adotar medidas restritivas não visa afastar as pessoas, mas, sim, preservar a qualidade sanitária e o abastecimento dos mercados internacionais que consomem a proteína suína produzida no Brasil. Nesse ponto, as entidades nos ajudarão na divulgação dessas medidas para os produtores, os granjeiros, a indústria de equipamentos e demais elos da cadeia”.

“Agradecemos o apoio das entidades que embarcaram conosco nessa jornada e reforçamos que, com a união de todos, faremos um grande IPVS no Rio de Janeiro”, promete a presidente Nacional da Abraves, Lauren Ventura.

Demais informações sobre o evento estão disponíveis no site www.ipvs2022.com ou pelo telefone (31) 3360-3663.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food

LEIA TAMBÉM:

SIAVS já tem data programada para ocorrer

Mercado de ovos apresenta recuperação nos preços

Cargill renova tecnologia para confinamento com grão inteiro

Cargill renova tecnologia para confinamento com grão inteiro

BRF investirá R$ 233 milhões em Goiás