Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
EVENTOS

Conteúdo

Conbrasul encerra 4ª edição com 360 participantes

Evento reuniu congressistas de várias partes do Brasil e, também, de outros países
feedfood

Natalia Ponse, de Gramado (RS)

natalia@ciasullieditores.com.br

Persistência foi a palavra-chave para a realização da 4ª edição da Conferência Brasil Sul da Indústria e Produção de Ovos. A cidade de Gramado (RS) recebeu mais de 360 congressistas, entre os dias 18 e 20 de junho, para uma programação que permeou demandas e principais tendências da avicultura de postura brasileira.

“Apesar dos desafios que estamos enfrentando atualmente, seja no mercado interno ou externo, como o fantasma da influenza aviária que nos assombra ou a situação econômica no Brasil, que não está muito estável; mesmo assim, temos consciência de que não podemos parar”, relata o presidente Executivo da Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav) e do Programa Ovos RS, José Eduardo dos Santos.

Nem a ameaça da H5N1 e nem o ciclone que atingiu o Rio Grande do Sul dias antes do início do evento foram páreos para a Conbrasul. “Mantivemos a realização da conferência, com um público considerável, e discussões fundamentais e estratégicas para o nosso setor”, define. 

Além da própria influenza aviária, a programação também discorreu sobre a sustentabilidade ambiental, as regras de crédito de carbono, os cases de empreendedorismo, um panorama do comércio de grãos e outros assuntos.

“Recebemos produtores que vieram do Amazonas, Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, além da Europa e Estados Unidos. É a complexidade deste evento que atrai produtores de todos os lugares”, diz Eduardo. 

Voltado às lideranças do setor produtivo e também de equipamentos, insumos e serviços, a Conbrasul já tem data marcada para a próxima edição: junho de 2025. “Traremos ainda mais assuntos e continuaremos mobilizando o setor, colocando-o em um patamar de valorização”, afirma o presidente da Asgav e finaliza: “Nossa proteína está atendendo a demanda da população brasileira e começa a atender ainda mais a demanda da população mundial. Assim continuaremos, mas, para isso, precisamos seguir com as discussões envolvendo especialistas e empreendedores”. 

LEIA TAMBÉM:

O valor da informação na “bolsa de valores” do boi

“Potencializamos os recursos renováveis da natureza”, afirma Seta

VICTAM LatAm chega ao Brasil em outubro