Pesquisar
Close this search box.
Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Comércio e sustentabilidade são vistos como oportunidade e desafio

Consulta pública ganhou relevância com a presidência brasileira do G20
feedfood
FOTO: REPRODUÇÃO

O documento com os principais resultados de consulta pública sobre o comércio internacional e o desenvolvimento sustentável, realizada entre os meses de junho e setembro de 2023, ganhou relevância com a presidência brasileira do G20, nesta sexta-feira (01).

De acordo com a secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), Tatiana Prazeres, “o tema ganha ainda maior relevância com a presidência brasileira do G20, em que pretendemos dar destaque a questões relacionadas à sustentabilidade no grupo de comércio e investimentos”.

“Todos os participantes que responderam às perguntas dedicadas ao G20 frisaram a importância de o Brasil aprofundar as discussões sobre comércio e sustentabilidade neste foro. Pautar o tema como Presidência do G20 ao longo de 2024 é uma grande oportunidade para o Brasil”, completou Tatiana.

A consulta ficou aberta por 85 dias e recebeu 770 contribuições de 46 participantes, sendo 20 pessoas físicas e 26 jurídicas. O agrupamento de informações mostra que a maioria enxerga a crescente interação do comércio e desenvolvimento sustentável como uma oportunidade e um desafio.

FOTO: REPRODUÇÃO
Comércio e sustentabilidade são vistos como oportunidade e desafio (FOTO: REPRODUÇÃO)

A oportunidade está relacionada ao grande potencial do Brasil na área ambiental e o desafio às eventuais dificuldades e aumentos de custos ligadas às medidas climáticas adotadas por outros países, se transformando na prática em barreiras comerciais. 

“O MDIC considera essencial a participação do setor privado e da sociedade como um todo na elaboração de suas políticas públicas. Os aportes recebidos têm sido extremamente úteis para a formação do posicionamento brasileiro nos mais variados foros em que temos tratado da crescente interação entre desenvolvimento sustentável e comércio”, explicou o secretário executivo do MDIC, Marcio Elias Rosa.

O documento apresenta os resultados da consulta, temas e contribuições de maneira sintética e agrupada, dividido em nove seções, entre elas as seguintes: crescente interação entre comércio e desenvolvimento sustentável; bens e serviços ambientais; subsídios ambientais; economia circular; comércio ambientalmente sustentável de plásticos; comércio e desenvolvimento sustentável em acordos comerciais; comércio e desenvolvimento sustentável em foros internacionais.

Como medidas que o Brasil poderia adotar frente às oportunidades e desafios, segundo as contribuições, estão a implementação de um mercado de carbono e a busca pela internacionalização de metodologias brasileiras relacionadas à sustentabilidade.

FOTO: REPRODUÇÃO
Consulta ficou aberta por 85 dias e recebeu 770 contribuições de 46 participantes (FOTO: REPRODUÇÃO)

O documento já está disponível no site do MDIC e pode ser conferido aqui.

Fonte: MDIC, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

PIB do agro tem avanço acumulado de 0,5% em 2023

Ações brasileiras são destaque nas Conferências da FAO

Uso de tanino reduz emissão de GEE em 17% na pecuária

Patrocinado
Patrocinado