in

‘Coccidiose de Trás Pra Frente’ é tema de campanha da Vetanco

Projeto tem como objetivo levar informação ao mercado brasileiro. Entenda:

A Vetanco Brasil lança, nesta semana, a campanha Coccidiose de Trás Pra Frente. O projeto tem como objetivo levar informação ao mercado brasileiro através de uma ação diferenciada para uma enfermidade que está presente no dia-a-dia do campo.

 Segundo explica o gerente de Marketing da Vetanco, médico-veterinário Thiago Moreira Tejkowski, o objetivo desta campanha é falar “não da universidade para o campo, mas do campo até a universidade”. “A coccidiose é uma doença que precisa de atenção especial para termos resultados extremamente efetivos no seu combate. Esse projeto vem para auxiliar o produtor, nossos clientes, de forma eficaz, com muita informação”, comenta.

 A campanha Coccidiose de Trás Pra Frente vai ocorrer durante o período de um mês. A cada semana, a Vetanco vai publicar nas redes sociais e na página do YouTube um vídeo com um profissional falando sobre diferentes assuntos, todos relacionados à monitoria de coccidiose, como contagem de oocistos na mucosa das aves; incidência da coccidiose clínica e subclínica nos últimos oito anos, com foco no impacto da enfermidade sobre a produção animal; e a diferença entre os produtos utilizados para o controle da doença.

Participam da série os médicos-veterinários Adair Junior Alves, que é coordenador de Território – Aves da Vetanco Brasil, e Fabio Luis Gazoni, que atua como coordenador Técnico/Comercial América Latina – Aves. Um dos vídeos terá a participação da pesquisadora Thaina Barros, da University of Arkansas, que vai mostrar um pouco da experiência que se tem nos Estados Unidos e qual a melhor forma de se fazer monitoria da coccidiose. 

O gerente de Marketing da Vetanco comenta que a iniciativa também quer reafirmar o pioneirismo da Vetanco ao ser a primeira empresa a trazer ao mercado brasileiro a Diclazuril, molécula do Vetribac D, anticoccidiano químico para uso via água de bebida recomendado para o tratamento de coccidioses e coccidíases em frangos de corte e matrizes pesadas. Além do Vetribac D, o laboratório também disponibiliza o Lonomicin, outro anticoccidiano, mas com associação de Maduramicina com Nicarvazina aplicado via ração, usado nas dietas iniciais e de crescimento de frangos de corte.

Confira o primeiro episódio ao clicar aqui.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feedfood.

LEIA TAMBÉM:

Com disponibilidade, preços dos ovos caem

São Paulo prorroga vacinação contra aftosa

Encontros técnicos-empresariais serão realizados pelo CBNA

Ceva destaca ações preventivas para laringotraqueíte

Novus comemora 30 anos no mercado